PUBLICIDADE

7.0 - MANUALgastronomia

EUA é o grande vencedor do Bocuse d’Or, a Copa do Mundo da Gastronomia

Depois de cinco horas e trinta e cinco minutos de prova, jurados de 24 de países consagraram os Estados Unidos o grande campeão da 30ª edição do Bocuse d’Or, concurso que é considerado a Copa do Mundo da confeitaria e foi criado pelo lendário chef Paul Bocuse, hoje com 90 anos. O chef Mathew Peters subiu ao lugar mais alto do pódio acompanhado de sua equipe, formada pelo chef Philip Tessier, treinador, Harrison Turone, comin, e Thomas Keller, chef presidente e também jurado.

A equipe norueguesa, que ganhou a medalha de prata, √© composta pelo chef Christopher William Davidsen, assistido por H√•vard Werkland, que foram treinados pelo chef Gunnar Hvarnes. Os ganhadores do bronze s√£o da Isl√Ęndia que foram incentivados pela torcida que tomou conta da expo. Encabe√ßados pelo chef Viktor Andr√©sson, a equipe conta ainda com o comin Hinrik L√°russon e o treinador Sigur√įur Helgasson. O resultado final com a coloca√ß√£o das 24 equipes que disputaram o pr√™mio ser√° revelado em breve.

A alagoana¬†Giovanna Grossi¬†representou o Brasil e foi a 15¬™ no¬†Bocuse d‚ÄôOr. A jovem de apenas 25 anos venceu a etapa nacional no concurso, em 2015 no Rio de Janeiro, e encantou os jurados na etapa continental no M√©xico, em 2016 (nas palavras de Gaston Acurio, Giovanna realizou ‚Äúum lindo trabalho‚ÄĚ). A chef se preparou, sob a tutela de Laurent Suaudeau, para encarar o maior desafio de sua carreira. Ela √© a primeira mulher brasileira a chegar √† etapa final mundial do¬†Bocuse d‚ÄôOr.

‚ÄúTenho consci√™ncia de que fizemos o nosso melhor. N√≥s trabalhamos duro por isso e eu n√£o mudaria nada. Conseguimos apresentar um trabalho sem falhas de execu√ß√£o e que nos deixa orgulhosos. Estar aqui √© uma experi√™ncia incr√≠vel que nem todos t√™m a oportunidade de vivenciar. Essa energia e a torcida de todos me impulsionou muito. Fiquei feliz que muitos chefs elogiaram o nosso trabalho e nos incentivaram a participar do concurso novamente‚ÄĚ, afirma Giovanna Grossi.

Para celebrar o 30¬ļ anivers√°rio do¬†Bocuse d‚ÄôOr, o comit√™ organizador reinventou o concurso ao propor os temas das duas receitas que os participantes tiveram que preparar. Como um tributo √†s origens da competi√ß√£o, o prato apresentado em bandeja foi o ‚ÄėFrango de Bresse com mariscos‚Äô baseado em uma interpreta√ß√£o da famosa vers√£o lionesa de ‚Äėfrango com lagostim‚Äô. Este foi o tema da primeira edi√ß√£o do concurso. O segundo preparo obrigat√≥rio, que foi empratado como em um restaurante, foi 100% vegetal, apenas com legumes, sementes, verduras e cereais, uma novidade na disputa.

Para o desafio de criar receitas 100% vegetais, Giovanna Grossi escolheu o tema ‚ÄúAquarela de Vegetais Brasileiros‚ÄĚ. O prato, com quatro elementos, contou com alguns vegetais bem brasileiros como a mandioquinha e o jil√≥. Em sua releitura do tradicional ‚ÄėFrango Bresse com Marisco‚Äô, a chef optou por montar um mosaico de lagosta com molhohomardine. Entre os acompanhamentos, o destaque √© para as garras de lagosta com vegetais crocantes, palmitos ecoulis¬†de cambuci.

O j√ļri tamb√©m premiou o melhor prato de cada tema. A Hungria, comandada pelo chef Tam√°s Sz√©ll, conquistou os jurados com o seu ‚ÄėFrango de Bresse com Mariscos‚Äô, servido em uma badeja. J√° a melhor receita que usou apenas vegetais foi preparada pela equipe francesa do chef Laurent Lemal, que tamb√©m levou o pr√™mio de melhor comin, Benjamin Vakanas.

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE