PUBLICIDADE

Edição Mensal

Mestre dos sabores e na vida

Um paraibano que é a cara do Rio. O chef Batista veio para a Cidade Maravilhosa aos 17 anos e foi muito bem acolhido por aqui. Logo conheceu o chef Claude Troigros que lhe daria a oportunidade de trabalho que se tornou um belíssimo caminho profissional. Tornaram-se sócios e amigos. Hoje, Batista mora na Rocinha, ama uma cervejinha e o Flamengo e, em plena pandemia abriu o restaurante Do Batista, no NorteShopping, naZona Norte do Rio.
Ali, serve o que chama de ‘comida afetiva”, tem o Estrogonofe Mãe Eunice, a Moqueca Vovó Corina, a Galinhada Paraibana, que a avó também fazia divinamente e o Picadinho fenomenal do Batista. As delícias estão nas panelas e no bate-papo que tivemos com esse pai orgulhoso do Bernardo, de 3 aninhos. “A pandemia fez a gente se reorganizar e dar mais atenção à família”, conta. Certíssimo Batista. Mestre dos sabores e na vida. Até a próxima!