PUBLICIDADE

política

Deputados avaliam testes para vacina de Covid-19 e se preocupam com queda da imunização básica

A notí­cia da sus­pen­são dos testes com a vaci­na con­tra a Covid-19 desen­volvi­da pela Uni­ver­si­dade de Oxford e o lab­o­ratório AstraZeneca trouxe algu­ma apreen­são para a pop­u­lação brasileira que espera com ansiedade pela imu­niza­ção. Mas os dep­uta­dos espe­cial­iza­dos no assun­to, assim como os téc­ni­cos da Uni­ver­si­dade Fed­er­al de São Paulo (Unife­sp), par­ceira do lab­o­ratório no Brasil, afir­mam que o pro­ced­i­men­to é nor­mal e indi­ca a seriedade do estu­do.

A vaci¬≠na brit√Ęni¬≠ca foi sus¬≠pen¬≠sa ap√≥s uma vol¬≠un¬≠t√°ria ter desen¬≠volvi¬≠do um prob¬≠le¬≠ma grave de sa√ļde que ain¬≠da est√° sendo inves¬≠ti¬≠ga¬≠do para saber se foi cau¬≠sa¬≠do pela vaci¬≠na ou n√£o. No Brasil, 5 mil pes¬≠soas j√° foram vaci¬≠nadas nos testes.

O dep¬≠uta¬≠do Pedro West¬≠phalen (PP-RS), que √© m√©di¬≠co e coor¬≠de¬≠nador da Frente Par¬≠la¬≠men¬≠tar do Pro¬≠gra¬≠ma Nacional de Imu¬≠niza¬≠√ß√Ķes, lem¬≠bra que exis¬≠tem out¬≠ras vaci¬≠nas em estu¬≠do como a chi¬≠ne¬≠sa, que est√° sendo tes¬≠ta¬≠da pelo Insti¬≠tu¬≠to Butan¬≠tan.

‚ÄúA Sino¬≠vac est√° bas¬≠tante avan√ßa¬≠da e n√£o teve nen¬≠hu¬≠ma rea√ß√£o. E tem a expec¬≠ta¬≠ti¬≠va de que n√≥s pos¬≠samos j√° em janeiro estar vaci¬≠nan¬≠do pelo menos os gru¬≠pos de risco, o pes¬≠soal da sa√ļde, da lin¬≠ha de frente, idosos. S√£o acon¬≠tec¬≠i¬≠men¬≠tos nor¬≠mais neste per√≠o¬≠do de testes. Mas n√£o h√° moti¬≠vo nen¬≠hum para maiores pre¬≠ocu¬≠pa√ß√Ķes‚ÄĚ, garante West¬≠phalen.

Para o dep¬≠uta¬≠do Gio¬≠vani Cheri¬≠ni (PL-RS), as pes¬≠soas t√™m que ado¬≠tar pr√°ti¬≠cas saud√°veis para aumen¬≠tar sua imu¬≠nidade nat¬≠ur¬≠al. ‚ÄúTodo mun¬≠do esperan¬≠do vaci¬≠na. Vaci¬≠na leva dez anos para sair. Eu tam¬≠b√©m gostaria que tivesse uma vaci¬≠na aman¬≠h√£. Mas a vaci¬≠na do Ebo¬≠la lev¬≠ou treze anos, a maio¬≠r¬≠ia das vaci¬≠nas, 5. E a vaci¬≠na da Aids n√£o existe.‚ÄĚ

Michel Jesus/ C√Ęmara dos Dep¬≠uta¬≠dos
A√ß√Ķes preventivas da vigil√Ęncia sanit√°ria e poss√≠veis consequ√™ncias para o Brasil quanto ao enfrentamento da pandemia causada pelo coronav√≠rus. Dep. Pedro Westphalen (PP - RS)
West¬≠phalen: ‚ÄúBaixou muito o n√≠v¬≠el de vaci¬≠na√ß√£o no Brasil de out¬≠ras patolo¬≠gias‚ÄĚ

Sem vaci­nas bási­cas
Mas alguns dep­uta­dos estão mais pre­ocu­pa­dos com os dados do gov­er­no que mostram que metade das cri­anças não rece­beu a vaci­nação bási­ca em 2020. Um dos motivos seria o medo de con­t­a­m­i­nação pelo novo coro­n­avírus.

Para West¬≠phalen, isso traz out¬≠ros prob¬≠le¬≠mas al√©m da Covid-19. ‚ÄúBaixou muito o n√≠v¬≠el de vaci¬≠na√ß√£o no Brasil de out¬≠ras patolo¬≠gias. Hoje tem 21 esta¬≠dos com saram¬≠po, o que esta¬≠va prati¬≠ca¬≠mente errad¬≠i¬≠ca¬≠do aqui no Brasil. Esta¬≠mos na imin√™n¬≠cia de voltar a poliomielite‚ÄĚ, lamen¬≠ta. ‚ÄúAs vaci¬≠nas que t√™m que atin¬≠gir um n√≠v¬≠el de 95% de vaci¬≠na√ß√£o para dar tran¬≠quil¬≠i¬≠dade em rela√ß√£o √† imu¬≠niza¬≠√ß√£o da comu¬≠nidade, algu¬≠mas est√£o s√≥ com 50%.‚ÄĚ

West¬≠phalen defende a real¬≠iza¬≠√ß√£o de cam¬≠pan¬≠has pelo gov¬≠er¬≠no e o uso das esco¬≠las p√ļbli¬≠cas e dos agentes comu¬≠nit√°rios de sa√ļde para vaci¬≠na√ß√£o.

M√©di¬≠co infec¬≠tol¬≠o¬≠gista, o dep¬≠uta¬≠do Alexan¬≠dre Padil¬≠ha (PT-SP) afir¬≠ma que a neces¬≠si¬≠dade de aumen¬≠tar a cober¬≠tu¬≠ra vaci¬≠nal √© uma das jus¬≠ti¬≠fica¬≠ti¬≠vas para a manuten√ß√£o de um or√ßa¬≠men¬≠to maior para a Sa√ļde em 2021.

Fonte: Ag√™n¬≠cia C√Ęmara de Not√≠¬≠cias

PUBLICIDADE