PUBLICIDADE

mundo

Empresa farmacêutica recruta voluntários para testes

A far¬≠ma¬≠c√™u¬≠ti¬≠ca norte-amer¬≠i¬≠cana Mer¬≠ck Sharp & Dohme come√ßou a recru¬≠tar par¬≠tic¬≠i¬≠pantes para um est√ļ¬≠dio ini¬≠cial de vaci¬≠nas con¬≠tra a Covid-19, segun¬≠do a base de dados gov¬≠er¬≠na¬≠men¬≠tal clinicaltrials.gov.

Os testes de fas­es 1 e 2, sedi­a­dos na Bél­gi­ca, bus­cam recru­tar 260 par­tic­i­pantes saudáveis para tes­tar a vaci­na exper­i­men­tal V591, à qual obteve aces­so como parte do acor­do de maio com a fab­ri­cante de vaci­na aus­tría­ca Themis Bio­science.

A vaci­na é basea­da em um vírus mod­i­fi­ca­do do saram­po que inje­ta pedaços do novo coro­n­avírus no cor­po para pre­venir a Covid-19.

A Mer­ck Sharp & Dohme entrou depois de con­cor­rentes na cor­ri­da para desen­volver uma vaci­na segu­ra e efi­ciente para a doença res­pi­ratória con­ta­giosa, após as rivais Pfiz­er, AstraZeneca e Mod­er­na já estarem em está­gios avança­dos de testes.

A far­ma­cêu­ti­ca tam­bém está colab­o­ran­do com a orga­ni­za­ção de pesquisa sem fins lucra­tivos IAVI em uma segun­da can­di­da­ta à vaci­na que usa a mes­ma tec­nolo­gia da vaci­na da empre­sa con­tra Ebo­la, a ERVEBO.

No começo deste mês, o exec­u­ti­vo-chefe Ken­neth Fra­zier disse que a segun­da can­di­da­ta deve começar os testes no final deste ano.

PUBLICIDADE