PUBLICIDADE

7.0 - MANUALbebidas

Como √© o treinamento para ‚ÄúCopa do Mundo de Barismo‚ÄĚ?

 

No pr√≥ximo m√™s de novembro, ser√° disputada em Seul, na Coreia do Sul, o Campeonato Mundial de Barismo, considerada a ‚ÄúCopa do Mundo‚ÄĚ do segmento, que vai reunir os principais baristas do mundo. Assim como no futebol, a competi√ß√£o requer muita disciplina e treinamento. Por isso, Leo Mo√ßo, tricampe√£o Brasileiro de Barismo e representante do pa√≠s na competi√ß√£o, conta como √© feita essa prepara√ß√£o ‚Äď que dura um m√™s –¬† e qual a sua import√Ęncia. Durante todo o m√™s de outubro, L√©o ter√° acompanhamento de uma equipe especial, que vai ajudar no desenvolvimento de sua apresenta√ß√£o para o mundial. Os treinamentos envolvem profissionais das mais diversas √°reas, como psicologia e arquitetura.

O treinamento é diário e com apoio da BSCA (Brazilian Specialty Coffee Association). Pela manhã, o barista, que mora em Curitiba e comanda o Barista Coffee Bar e a microtorrefação Café do Moço, recebe todo o suporte da equipe selecionada. Já no período da tarde, o profissional passa por um treinamento prático na máquina de espresso usada no mundial. A psicologia entra como apoio emocional, com o objetivo de deixar o competidor mais tranquilo e confiante. Moço conta também com a consultoria de um ator e professor de inglês, que o ajudará com a parte de treinamento vocal, expressão corporal e concentração, que são fundamentais para o campeonato. Além disso, ele conta com a ajuda de um dos grandes nomes do barismo mundial e especialista em cafés especiais: o coaching japonês Yoshiharu Sakamoto.

Todo esse processo √© de extrema import√Ęncia, j√° que estamos falando da ‚ÄúCopa do Mundo‚ÄĚ de barismo. “Ter um apoio dessa equipe me ajuda a ganhar tempo para treinar para o que merece mais minha aten√ß√£o. Eles me ajudam no que eu preciso melhorar seja na t√©cnica da apresenta√ß√£o, vocaliza√ß√£o, como √© o caso do Tony Manicka, ator que est√° me ajudando neste processo. Sem eles nada disso seria poss√≠vel. Este ano tive a oportunidade de treinar com a m√°quina do mundial e isto me ajudou por que posso ir preparado e n√£o ser pego de surpresa na hora da apresenta√ß√£o‚ÄĚ, explica Leo Mo√ßo.

Para completar toda essa prepara√ß√£o, o barista ainda conta com a ajuda de um arquiteto, que fica respons√°vel pela constru√ß√£o da maquete que ser√° usada no dia da apresenta√ß√£o, representando as fazendas de onde vem o caf√© que ser√° usado que s√£o Fazenda Santu√°rio Sul e Daterra, ambas de Minas Gerais. Hoje o Brasil √© o maior exportador de caf√© do mundo e mudar a imagem dos caf√©s brasileiros no mercado internacional, al√©m de vencer o campeonato, √© sua meta. ‚ÄúPromover a imagem do caf√© brasileiro no cen√°rio mundial, desmitificar o estigma de que o caf√© brasileiro n√£o √© t√£o bom quanto o de outros pa√≠ses. Quero ser campe√£o para que aja um interc√Ęmbio de ideias entre baristas e conhecedores de caf√© do mundo inteiro, para desenvolver os produtores locais, esta deveria ser a ideia de todo barista que representa o pa√≠s em um campeonato mundial‚ÄĚ, finaliza.

 

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE