PUBLICIDADE

bebidas

Polícia Civil descarta sabotagem e investiga negligência no caso Backer

A Pol√≠¬≠cia Civ¬≠il de Minas Gerais descar¬≠tou a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade de sab¬≠o¬≠tagem como moti¬≠vo da con¬≠t¬≠a¬≠m¬≠i¬≠na√ß√£o dos lotes de cerve¬≠ja da Backer que provo¬≠caram nove mortes e intoxi¬≠caram 42 pes¬≠soas. Em cole¬≠ti¬≠va de impren¬≠sa na tarde de ontem, a cor¬≠po¬≠ra√ß√£o indi¬≠cou que as per√≠¬≠cias est√£o ‚Äúna reta final‚ÄĚ. ‚ÄúNeste momen¬≠to, a lin¬≠ha de sab¬≠o¬≠tagem foi descar¬≠ta¬≠da. N√£o evolu√≠¬≠mos com essa lin¬≠ha de sab¬≠o¬≠tagem. Ela foi reti¬≠ra¬≠da. A neg¬≠lig√™n¬≠cia √© uma das lin¬≠has sendo inves¬≠ti¬≠gadas‚ÄĚ, disse o del¬≠e¬≠ga¬≠do respon¬≠s√°v¬≠el pelo caso, Fl√°vio Grossi.

H√° algu¬≠mas sem¬≠anas, sab¬≠o¬≠tagem, erro de pro¬≠ced¬≠i¬≠men¬≠to na f√°bri¬≠ca ou con¬≠t¬≠a¬≠m¬≠i¬≠na√ß√£o dolosa eram as tr√™s lin¬≠has nas quais a pol√≠¬≠cia se debru√ßa¬≠va para desven¬≠dar a pre¬≠sen√ßa de sub¬≠st√Ęn¬≠cias t√≥x¬≠i¬≠cas em lotes das cerve¬≠jas da empre¬≠sa mineira, cuja f√°bri¬≠ca fica em Belo Hor¬≠i¬≠zonte. Ao ser ques¬≠tion¬≠a¬≠do sobre a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade de vaza¬≠men¬≠to em tan¬≠ques ou sis¬≠temas de refrig¬≠er¬≠a√ß√£o, o del¬≠e¬≠ga¬≠do apon¬≠tou que ‚Äúain¬≠da n√£o √© o momen¬≠to de se indicar‚ÄĚ.

Quan¬≠to √† respon¬≠s¬≠abi¬≠liza¬≠√ß√£o pelos casos, em que, con¬≠forme a per√≠¬≠cia, foi con¬≠stata¬≠da a pre¬≠sen√ßa da sub¬≠st√Ęn¬≠cia t√≥x¬≠i¬≠ca dietilenogli¬≠col (usa¬≠da para refrig¬≠er¬≠ar a bebi¬≠da), o poli¬≠cial indi¬≠cou que n√£o se lim¬≠i¬≠taria √† empre¬≠sa: ‚ÄúN√£o se fala em respon¬≠s¬≠abil¬≠i¬≠dade penal de pes¬≠soa jur√≠di¬≠ca, mas todos os envolvi¬≠dos na pro¬≠du√ß√£o cerve¬≠jeira est√£o pass√≠veis de ser inves¬≠ti¬≠ga¬≠dos e respon¬≠s¬≠abi¬≠liza¬≠dos‚ÄĚ.

As inves¬≠ti¬≠ga√ß√Ķes est√£o ‚Äúavan√ßadas‚ÄĚ, segun¬≠do a autori¬≠dade. ‚ÄúHoje, com¬≠ple¬≠ta¬≠mos tr√™s meses. As per√≠¬≠cias est√£o em anda¬≠men¬≠to e na reta final. Elas n√£o pararam‚ÄĚ, disse. Com rela√ß√£o ao n√ļmero de v√≠ti¬≠mas, o del¬≠e¬≠ga¬≠do expli¬≠ca que se man¬≠t√©m em 42. ‚ÄúO que n√£o impede que out¬≠ras pes¬≠soas que se sen¬≠ti¬≠ram prej¬≠u¬≠di¬≠cadas pos¬≠sam reg¬≠is¬≠trar a ocor¬≠r√™n¬≠cia e ven¬≠ham at√© a del¬≠e¬≠ga¬≠cia para as primeiras entre¬≠vis¬≠tas e, quem sabe, para prestar depoi¬≠men¬≠to‚ÄĚ, expli¬≠cou. Ain¬≠da que a incid√™n¬≠cia maior ten¬≠ha sido a par¬≠tir de dezem¬≠bro de 2019, s√£o inves¬≠ti¬≠ga¬≠dos casos de mea¬≠d¬≠os de 2018 ao in√≠¬≠cio de 2020.

INDIGNAÇÃO

Em nota, o grupo de famil­iares e víti­mas do enve­ne­na­men­to pelo con­sumo das cerve­jas Backer demon­strou a indig­nação diante da fal­ta de ação da cerve­jaria no sen­ti­do de dar apoio às víti­mas. No doc­u­men­to, ques­tiona-se a morosi­dade da Justiça em faz­er o lev­an­ta­men­to dos bens da empre­sa para ind­enizar as famílias envolvi­das. Con­fi­ra alguns tre­chos da nota ao lado:

NOTA DAS V√ćTIMAS DA CERVEJARIA BACKER

A Backer mais uma vez se uti¬≠liza de inter¬≠pre¬≠ta√ß√Ķes dis¬≠tor¬≠ci¬≠das para ten¬≠tar indicar que est√° cumprindo ordem judi¬≠cial, o que em ver¬≠dade n√£o est√°! Mas a quest√£o √© sim¬≠ples: estaria o juiz da 23¬™ Vara C√≠v¬≠el procu¬≠ran¬≠do bens da cerve¬≠jaria se a decis√£o estivesse sendo cumpri¬≠da?. Obvi¬≠a¬≠mente que n√£o. A Backer faz pare¬≠cer como se estivesse impos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠ta¬≠da de aju¬≠dar, quan¬≠do na ver¬≠dade nun¬≠ca quis real¬≠mente prestar qual¬≠quer aux√≠lio.Todos os doc¬≠u¬≠men¬≠tos para com¬≠pro¬≠var a intox¬≠i¬≠ca√ß√£o e os gas¬≠tos j√° foram apre¬≠sen¬≠ta¬≠dos por parte das v√≠ti¬≠mas (um grupo de 13 v√≠ti¬≠mas at√© a pre¬≠sente data, que se habil¬≠i¬≠taram como assis¬≠tentes do Min¬≠ist√©rio P√ļbli¬≠co de Minas Gerais no proces¬≠so judi¬≠cial em cur¬≠so).

Tan¬≠to que com base neles √© que a Backer come√ßou a custear as despe¬≠sas de ape¬≠nas uma das fam√≠lias.E n√£o s√£o s√≥ essas 13 v√≠ti¬≠mas que atu¬≠am no proces¬≠so que devem ser ampara¬≠das pela Backer. S√£o todas as fam√≠lias que, con¬≠forme √© do con¬≠hec¬≠i¬≠men¬≠to da Backer, j√° somam 42 v√≠ti¬≠mas efe¬≠ti¬≠va¬≠mente enve¬≠ne¬≠nadas e que foram lis¬≠tadas no inqu√©ri¬≠to poli¬≠cial que transcorre h√° tr√™s meses, inves¬≠ti¬≠gan¬≠do as respon¬≠s¬≠abil¬≠i¬≠dades crim¬≠i¬≠nais dos s√≥cios da Backer.Se quisessem, teri¬≠am procu¬≠ra¬≠do as fam√≠lias, teri¬≠am con¬≠ver¬≠sa¬≠do sobre o que pode¬≠ria ser feito, mas nada dis¬≠so acon¬≠te¬≠ceu. A Backer d√° a enten¬≠der que a Justi√ßa √© lenta para efe¬≠ti¬≠var o necess√°rio ‚Äď mas isso ocorre porque ela se colo¬≠ca como obst√°cu¬≠lo a todas as decis√Ķes judi¬≠ci¬≠ais em favor das v√≠ti¬≠mas. Nun¬≠ca ofer¬≠e¬≠ceu nen¬≠hum bem, nun¬≠ca se dis¬≠p√īs a prestar nen¬≠hu¬≠ma aju¬≠da, NADA.

N√£o faz sen¬≠ti¬≠do uma empre¬≠sa que fatur¬≠ou R$ 72 mil¬≠h√Ķes em 2019 ter em fevereiro de 2020 s√≥ R$ 12.200 em suas con¬≠tas banc√°rias.O grupo de empre¬≠sas da fam√≠lia Khalil Leb¬≠bos tem nove ou mais empre¬≠sas. Onde foi parar todo esse patrim√īnio? Blo¬≠quea¬≠do na Justi√ßa n√£o est√°. Por mais que a Backer se defen¬≠da com palavras vazias, a ver¬≠dade est√° escan¬≠car¬≠a¬≠da pela voz das v√≠ti¬≠mas: est√£o sofren¬≠do, sem aux√≠lio e sem con¬≠ta¬≠to da Backer. Essa √© a ver¬≠dade nua e crua!

Grupo de famil­iares e víti­mas do enve­ne­na­men­to pelo con­sumo das cerve­jas Backer

Nota da Backer

A Backer espera que as autori¬≠dades con¬≠clu¬≠am as inves¬≠ti¬≠ga√ß√Ķes o quan¬≠to antes e que forne√ßam respostas defin¬≠i¬≠ti¬≠vas sobre o que ocor¬≠reu. Exce¬≠to a con¬≠fir¬≠ma√ß√£o, pelo del¬≠e¬≠ga¬≠do do caso, de que a Backer jamais adquir¬≠iu dietilenogli¬≠col, nen¬≠hu¬≠ma infor¬≠ma√ß√£o ofi¬≠cial sobre o resul¬≠ta¬≠do das per√≠¬≠cias t√©c¬≠ni¬≠cas foi comu¬≠ni¬≠ca¬≠do √† empre¬≠sa at√© este momen¬≠to.

Ap√≥s 90 dias de apu¬≠ra√ß√Ķes, a f√°bri¬≠ca encon¬≠tra-se par¬≠al¬≠isa¬≠da, o que leva apreen¬≠s√£o aos seus fun¬≠cion√°rios, colab¬≠o¬≠radores e clientes.A afir¬≠ma√ß√£o de que a Backer n√£o tem presta¬≠do assist√™n¬≠cia √© inver√≠di¬≠ca. Argu¬≠men¬≠ta√ß√£o expl√≠ci¬≠ta, em sen¬≠ti¬≠do con¬≠tr√°rio √† afir¬≠ma√ß√£o, pode ser lida na decis√£o do juiz S√©r¬≠gio Hen¬≠rique Cordeiro Cal¬≠das Fer¬≠nan¬≠des, da 23¬™ Vara Civ¬≠el da Comar¬≠ca de Belo Hor¬≠i¬≠zonte, do dia 2 de abril. A decis√£o se ref¬≠ere a um grupo de 13 pacientes e famil¬≠iares que fazem parte de a√ß√£o movi¬≠da pelo Min¬≠ist√©rio P√ļbli¬≠co.

O tex¬≠to rela¬≠ta que medi¬≠das foram ado¬≠tadas para garan¬≠tir a presta√ß√£o de aux√≠lio pela empre¬≠sa e reit¬≠era deter¬≠mi¬≠na√ß√£o ante¬≠ri¬≠or da Justi√ßa que define as condi√ß√Ķes para que tal aju¬≠da seja realizada.Segundo o despa¬≠cho, bens da empre¬≠sa foram blo¬≠quea¬≠d¬≠os para ‚Äúcustear despe¬≠sas m√©di¬≠cas n√£o cober¬≠tas pelos planos de sa√ļde, bem como assist√™n¬≠cia aos famil¬≠iares de pes¬≠soas que apre¬≠sen¬≠taram exame tox¬≠i¬≠col√≥gi¬≠co ou relat√≥rio m√©di¬≠co indica¬≠ti¬≠vo da intox¬≠i¬≠ca√ß√£o e com¬≠pro¬≠vante de despe¬≠sas‚ÄĚ.

Por: em.com.br

PUBLICIDADE