PUBLICIDADE

política

Anvisa diz que análise de vacinas contra Covid-19 será técnica

A dire√ß√£o da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) afirmou em entrevista coletiva hoje (21) que a an√°lise de vacinas contra o novo coronav√≠rus ser√° t√©cnica, independentemente do laborat√≥rio e do pa√≠s de origem do tratamento.

Segundo a Anvisa, a an√°lise de qualquer vacina ser√° realizada de acordo com os par√Ęmetros cient√≠ficos e t√©cnicos definidos neste procedimento. A ag√™ncia analisa a seguran√ßa da subst√Ęncia e sua efic√°cia, visando avaliar se o tratamento traz resultados e se pode implicar em efeitos colaterais que coloquem a sa√ļde ou a vida das pessoas em risco.

O presidente da Anvisa, Ant√īnio Barra, afirmou que n√£o cabe √† ag√™ncia adiantar posi√ß√Ķes ou an√°lises sobre as vacinas nem apresentar previs√Ķes de calend√°rio ou de quando uma subst√Ęncia estar√° dispon√≠vel √† popula√ß√£o. A prerrogativa do √≥rg√£o, refor√ßou, √© examinar os pedidos de registro e as informa√ß√Ķes cient√≠ficas apresentadas para embas√°-los.

‚ÄúA a√ß√£o que esta ag√™ncia tem no caso concreto dos protocolos vacinais √© de aferi√ß√£o do desenvolvimento garantindo ao final do processo a qualidade, seguran√ßa e efic√°cia. A Anvisa n√£o participa de compra feita pelo governo de medicamento ou insumo. As pol√≠ticas p√ļblicas s√£o do MS. Para n√≥s pouco importa de onde vem a vacina. Nosso dever √© fornecer a resposta se produtos induzem ou n√£o √† imunidade e se vai combater o coronav√≠rus‚ÄĚ, destacou Barra.

A diretora da Anvisa Alessandra Bastos declarou que a ag√™ncia est√° atuando para avaliar os pedidos que chegam relacionados √† covid-19, mas mantendo a seguran√ßa e as exig√™ncias dos protocolos. ‚ÄúNossos t√©cnicos avaliam se aquela f√°brica est√° funcionando e que nessa vacina, independentemente de sua origem, seja produzida dentro de boas pr√°ticas de fabrica√ß√£o‚ÄĚ, comentou.

SÃO PAULO

A Secretaria de Estado da Sa√ļde e o Instituto Butantan divulgaram nota declarando que receberam com surpresa e indigna√ß√£o a declara√ß√£o do Governo Federal.

“A postura de uma parte da Uni√£o vai na contram√£o de todos os avan√ßos conquistados at√© aqui nas negocia√ß√Ķes por representantes por ele escolhidos para o Minist√©rio da Sa√ļde com autoridades dos Governos Estaduais de SP e do Brasil. Com destaque para reuni√Ķes, inclusive presenciais, em Bras√≠lia, com participa√ß√£o do Secret√°rio de Estado da Sa√ļde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, com o Ministro Eduardo Pazuello e seus assessores especiais.¬† A CoronaVac, ali√°s, demonstra-se mais segura em compara√ß√£o a outras vacinas em teste para COVID-19, e apresenta menor percentual de efeitos colaterais nos resultados obtidos at√© o momento”.

E complementam que “o compromisso do Governo do Estado de SP √© disponibilizar aos brasileiros uma vacina comprovadamente segura, ap√≥s a conclus√£o de todos os estudos cl√≠nicos e as devidas aprova√ß√Ķes nos √≥rg√£os regulat√≥rios, como a Anvisa. Assim, espera que o Minist√©rio da Sa√ļde honre o compromisso assumido publicamente ontem (20) com 24 Estados, adquira o imunizante, e garanta uma vacina√ß√£o gratuita, segura e eficaz para proteger a popula√ß√£o.

O pr√≥prio Ministro afirmou, ontem, que “A vacina do Butantan ser√° a vacina brasileira. N√≥s j√° fizemos uma carta em resposta ao of√≠cio do Butantan e essa carta, ela √© o compromisso da aquisi√ß√£o dessas vacinas”. A frase √© clara e sequer da margem para interpreta√ß√Ķes divergentes, sendo descabida a afirma√ß√£o do Minist√©rio de que houve “uma interpreta√ß√£o equivocada”. √Č evidente que qualquer aplica√ß√£o requer aprova√ß√£o da Anvisa (Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria) e todos os esfor√ßos para celeridade em todos esses processos est√£o sendo empregados para que a popula√ß√£o tenha acesso o mais r√°pido poss√≠vel a uma¬† vacina segura e eficaz. O Governo de SP deseja tamb√©m que o Governo Federal compreenda que salvar vidas √© a miss√£o m√°xima de qualquer gestor p√ļblico respons√°vel”.

Edição: Bruna Saniele

PUBLICIDADE