PUBLICIDADE

política

Senado vai comemorar o Dia Nacional da Vacinação

O Dia Nacional da Vacinação será comemorado pelo Senado em sessão especial remota, na terça-feira (19), com início às 9h.

A homenagem foi requerida pelo senador Marcelo Castro (MDB-PI), com apoio de vários outros senadores (RQS 2.079/2021). O Dia Nacional da Vacinação é celebrado pelo Brasil anualmente em 17 de outubro.

‚ÄúAs vacinas s√£o um marco na hist√≥ria da sa√ļde humana e, segundo dados da Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde, salvam a vida de 3 milh√Ķes de pessoas a cada ano. Para refor√ßar a import√Ęncia das vacinas, o Brasil comemora, em 17 de outubro, o Dia Nacional da Vacina√ß√£o, uma data para promover a import√Ęncia da imuniza√ß√£o no controle de epidemias‚ÄĚ, informa o senador no requerimento.

No documento, Castro menciona a import√Ęncia hist√≥rica das vacinas para erradica√ß√£o ou diminui√ß√£o da incid√™ncia de v√°rias doen√ßas graves, como var√≠ola, caxumba, gripe, poliomielite, rub√©ola, sarampo e t√©tano.

‚ÄúContudo, apesar desses avan√ßos, mesmo com a ineg√°vel contribui√ß√£o das vacinas para a vida humana, a comunidade cient√≠fica ainda esbarra em um problema que pode ser t√£o perigoso quanto uma doen√ßa: a desinforma√ß√£o. Mesmo rodeada de mitos, a vacina√ß√£o √© o m√©todo mais seguro e eficaz para combater a dissemina√ß√£o de v√≠rus e a ocorr√™ncia de epidemias infectocontagiosas‚ÄĚ, acrescenta Castro.

Ele também lamenta que a desinformação ainda seja um obstáculo para os esforços da comunidade científica.

‚ÄúA vacina√ß√£o protege n√£o s√≥ quem √© vacinado, mas tamb√©m aqueles poucos que n√£o desenvolvem a imunidade. Quanto mais pessoas de uma comunidade est√£o protegidas, menor √© a chance de uma doen√ßa se propagar‚ÄĚ, afirma o senador na justifica√ß√£o do requerimento.

Foram convidados para a sess√£o representantes do Programa Nacional de Imuniza√ß√Ķes (PNI), do Conselho Nacional de Secret√°rios de Sa√ļde (Conass), do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Sa√ļde (Conasems), da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa), da Fiocruz e do Instituto Butantan, entre outros.

‚ÄúQuem n√£o se vacina, coloca n√£o apenas a pr√≥pria sa√ļde em risco, mas tamb√©m a de seus familiares e outras pessoas com quem tem contato, al√©m de contribuir para aumentar a circula√ß√£o de doen√ßas‚ÄĚ, conclui o senador.

Fonte: Agência Senado

PUBLICIDADE