PUBLICIDADE

carros & motos

Especialista dá dicas para a realização de blindagem automotiva segura

Com os crescentes índices de violência e a busca, cada vez mais constante pela blindagem veicular em nosso país, torna-se fundamental que os clientes estejam atentos a alguns aspectos antes de contratar o serviço. Para o especialista em segurança e blindagem de veículos, Glauco Splendore, alguns cuidados importantes devem ser foco de atenção por parte dos consumidores antes da escolha da blindadora parceira.

Com mais de 160 mil ve√≠culos blindados, o Brasil √© l√≠der mundial neste segmento, ultrapassando pa√≠ses tradicionais como Estados Unidos, Col√īmbia e M√©xico. Dados do Ex√©rcito Brasileiro destacam que, somente em 2016, foram blindados mais de 18 mil ve√≠culos no territ√≥rio nacional. ‚ÄúOs n√ļmeros confirmam a crescente sensa√ß√£o de inseguran√ßa e as medidas que a popula√ß√£o tem encontrado para buscar maior prote√ß√£o‚ÄĚ, ressalta Splendore.Segundo o especialista, que j√° possui mais de mil blindagens realizadas no curr√≠culo, sendo pioneiro na blindagem de ve√≠culos do Grupo de A√ß√Ķes T√°ticas Especiais (Gate), para garantir a qualidade e seguran√ßa da blindagem, √© fundamental que os consumidores exijam as certifica√ß√Ķes das empresas fabricantes da mat√©ria prima a serem aplicadas na blindagem, como vidro e manta. Ele informa que, para fabricar materiais √† prova de bala, as empresas devem ter um t√≠tulo de registro, que est√° vinculado a uma s√©rie de testes, homologados pelo Ex√©rcito. ‚Äú√Č crucial √†s pessoas que buscam este tipo de servi√ßo, que fa√ßam a exig√™ncia de uma garantia de todos os produtos utilizados na blindagem, e saibam claramente qual o n√≠vel de prote√ß√£o bal√≠stica que est√° adquirindo‚ÄĚ.

Existem v√°rias prote√ß√Ķes bal√≠sticas para blindagem. A mais utilizada no Brasil √© o n√≠vel III-A, que protege contra praticamente todas as armas curtas de m√£o. ‚ÄúEste tipo de blindagem exige a anu√™ncia do Ex√©rcito, com crit√©rios r√≠gidos para a sua libera√ß√£o, sendo o mais praticado e indicado para ve√≠culos de uso civil‚ÄĚ, garante. Ele menciona, ainda, o n√≠vel III e IV, que t√™m o seu uso restrito, com autoriza√ß√Ķes espec√≠ficas para uso civil, por estarem vinculados a armas mais pesadas como fuzil.Com o crescimento no mercado e a larga oferta de blindadoras atuando no segmento, os consumidores, muitas vezes, s√£o seduzidos por pre√ßos e garantias que parecem bastante vantajosas, mas o especialista d√° mais um alerta. ‚ÄúEstamos falando de vidas. N√£o d√° para obter pre√ßos significativamente mais baratos sem a perda de qualidade e, consequentemente, seguran√ßa. N√£o existe meio termo para este tipo de servi√ßo‚ÄĚ.

Todos os tipos de ve√≠culos podem ser blindados, por√©m Splendore n√£o indica o procedimento a carros que tenham pot√™ncia inferior a 150hps, com motor at√© 1.4 turbo, pois ser√£o adicionados, em m√©dia, 160 quilos ao peso normal do ve√≠culo. ‚Äú√Č uma recomenda√ß√£o que fa√ßo, pois haveria, nestes casos, um sobrepeso que prejudicaria o desempenho‚ÄĚ.

Check-up da blindagem:

Antes de blindar o veículo, o usuário deve buscar obter da blindadora:

  • Certificado de registro junto ao Ex√©rcito Brasileiro;
  • Certificado brasileiro junto √† Pol√≠cia Civil;
  • Verifica√ß√£o sobre os materiais utilizados – se tamb√©m est√£o devidamente aprovados junto ao √≥rg√£o fiscalizador;
  • Saber quais as √°reas do ve√≠culo receber√£o a blindagem. √Č indicado que contemple teto, vidros, colunas, atr√°s do banco traseiro (porta-objetos), caixas de rodas, portas, prote√ß√£o entre o painel e o motor, ma√ßanetas, por tr√°s dos espelhos retrovisores e tanque de combust√≠vel;
  • Pre√ßos: Se baixos, podem ser tentadores, mas a blindagem √© um processo complexo e valores menores podem ser sin√īnimos de baixa qualidade (o custo m√©dio e atual de uma blindagem √©, com varia√ß√Ķes, de R$ 60 mil);
  • Visitar a empresa e conhecer a sua estrutura e tecnologia utilizada, antes de fechar o neg√≥cio;
  • Buscar refer√™ncias sobre a empresa no mercado ou por meio de indica√ß√Ķes;
  • Saber sobre o tempo de manuten√ß√£o da blindagem e seguir √† risca estas visitas (o tempo m√©dio de manuten√ß√£o √© a cada tr√™s meses);

O tempo m√©dio de uma blindagem veicular √© de at√© 15 dias. Apesar de n√£o obrigat√≥rio, Splendore indica que a participa√ß√£o de curso de dire√ß√£o evasiva pode contribuir bastante para que os motoristas estejam preparados para evitar uma tentativa de assalto e suas consequ√™ncias. ‚ÄúAs pessoas que blindam seus ve√≠culos n√£o gostariam, mas sabem que podem ser alvos de um tipo de crime. Em face disso, √© importante aprender a como se comportar nestas situa√ß√Ķes e tamb√©m, a conservar o autom√≥vel. Blindado n√£o √© tanque de guerra. √Č importante estar preparado para realizar a evas√£o do local‚ÄĚ, completa.

 

Fotos: Reprodução

PUBLICIDADE