PUBLICIDADE

Mercado

Análise inédita com 18 marcas de azeitona revela quais têm sódio em excesso; veja lista

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (PROTESTE), em teste inédito, realizou um teste em 23 lotes de 19 marcas diferentes de azeitona verde em conserva, produto muito utilizado em épocas festivas como uma simples entrada ou para temperar uma salada com mix de folhas verdes. Segundo a pesquisa, a maioria dos produtos tem uma alta concentração de sódio, o que pode auxiliar no aumento de pressão alta e de doenças cardiovasculares e renais.

O índice de sódio variou de 800,3 mg (Master Gourmet) a 2.243,9 mg (Prezunic) em embalagens de 100 gramas de azeitonas tradicionais. Em relação às opções light, a taxa ficou entre 533 mg (La Violetera) e 864 mg (Raiola).

O Ministério da Saúde recomenda a ingestão máxima de 2.000 mg de sódio por dia. Segundo o órgão, a ingestão moderada do alimento ajuda a a manter o equilíbrio dos fluidos no organismo, permite a transmissão de informações entre as células nervosas e auxilia na estabilidade da pressão arterial. A porção diária recomendada do alimento equivale a cinco e sete unidades, dependendo do tamanho.

As azeitonas podem trazer diversos outros benefícios à saúde se for consumida de forma moderada. Elas são ricas em ácidos graxos monoinsaturados e os compostos fenólicos que têm propriedades anti-inflamatórias, antivirais e antioxidantes que inibem a oxidação do colesterol LDL.

Versões light

A PROTESTE também testou quatro marcas diferentes da azeitona light e comprovou que, apesar de ter um número grande sódio, tem cerca de 52% menos sódio do que as tradicionais. Porém, à exceção da versão light da marca La Violetera, que apresentou 533 mg de sódio em 100 g, os outros lotes mostraram valores acima de 600 mg por 100 g.

Segundo a associação, nestes casos, os fabricantes devem estampar a lupa de “alto conteúdo de sódio” no painel frontal, de acordo com a nova rotulagem nutricional. Eles também verificaram se os produtos podem usar o nome “light” em seus rótulos. Segundo a legislação, eles só pdoem usar o nome se houver redução mínima de 25% em relação à versão tradicional. Portanto, todos os lotes em questão poderiam fazer uso da alegação: La Violetera (65% menos de sódio), Vale Fértil (35%), Rivoli (35%) e Raiola (30%).