PUBLICIDADE

Startups

Startup ajuda empresas a contratar profissionais de TI e consegue captar R$ 1 milh√£o

Em 2021, encontrar profissionais de tecnologia será prioridade para muitas empresas. Em razão da pandemia do novo coronavírus, muitos negócios tiveram que acelerar a sua transformação digital, tornando a atração de talentos no campo digital uma das principais tarefas do ano. Quem espera se beneficiar desse movimento é a Vulpi, HRtech mineira que criou uma plataforma para ajudar empresas a contratar profissionais de tecnologia. Em dezembro, a startup captou R$ 1 milhão, informação obtida com exclusividade por PEGN.

A Vulpi foi fundada por Fellipe Couto, 24 anos, em 2016, quando o empreendedor ainda estava na faculdade. Na √©poca, o programador era colaborador de uma f√°brica de software e precisava pensar em um projeto para seu trabalho de conclus√£o de curso (TCC). A ideia surgiu de uma necessidade que Couto testemunhou: a empresa onde atuava abriu cerca de 40 vagas de programadores ‚Äď e o setor de recursos humanos se desesperou para encontrar essas pessoas. ‚ÄúEles andavam de fileira em fileira, pedindo indica√ß√Ķes para todos os funcion√°rios‚ÄĚ, diz.

Ele teve a ideia de listar todos os contatos da √°rea que conhecia e reunir os nomes em uma planilha, com informa√ß√Ķes adicionais como e-mail, perfil no LinkedIn e perfil no Github (plataforma comumente usada por programadores). ‚ÄúO RH ficou encantado e at√© contratou algumas pessoas dessa lista‚ÄĚ, afirma Couto. Com a resposta positiva, decidiu fazer da ideia seu TCC, adicionando um pouco mais de tecnologia. Desenvolveu um algoritmo para cruzar todos os dados e apresentar os profissionais de forma mais atrativa.

Seu orientador, que na √©poca atuava tamb√©m no Microsoft Innovation Center, um dos hubs de inova√ß√£o da Microsoft no pa√≠s, gostou tanto da ideia que quis at√© contratar o servi√ßo. ‚ÄúFiquei surpreso, porque n√£o era um produto a ser vendido‚ÄĚ, diz Couto. Com isso, percebeu a oportunidade e, junto com o orientador e outros mentores do centro de inova√ß√£o, modelou a primeira vers√£o do neg√≥cio. Em 2017, foi selecionado pelo pr√≥prio centro da Microsoft como melhor startup do ano.

Fellipe Couto, fundador da Vulpi (Foto: Divulgação)

De l√° para c√°, desenvolveu ainda mais o produto. Hoje, a empresa ajuda na cria√ß√£o de vagas, na divulga√ß√£o e nas avalia√ß√Ķes dos candidatos. Do lado dos desenvolvedores, permite que os profissionais se cadastrem gratuitamente na Vulpi para ter acesso √†s posi√ß√Ķes ‚Äď s√£o mais de 50 mil cadastrados. Al√©m disso, a intelig√™ncia artificial da plataforma permite avaliar o fit dos profissionais com as vagas. Por exemplo, com base nas informa√ß√Ķes compartilhadas pelo candidato e nas necessidades da empresa, ele gera um valor de compatibilidade. ‚ÄúTanto a empresa quanto o desenvolvedor t√™m acesso a esse dado. Um candidato pode descobrir que tem 80% de fit com a empresa, e a plataforma mostra por que n√£o foi 100%‚ÄĚ, diz Couto. Os fatores podem variar de quest√Ķes t√©cnicas da programa√ß√£o √† falta de uma segunda l√≠ngua ou pouca experi√™ncia de mercado.

At√© 2020, a empresa operava com um modelo de neg√≥cio que cobrava as empresas por vagas abertas na plataforma. Nesse formato, conquistou clientes como Samsung, MaxMilhas e Dr.Consulta. Na pandemia, mudou o neg√≥cio e adotou o modelo de assinatura. S√£o tr√™s planos, um que possibilita a abertura de cinco vagas simult√Ęneas e acesso completo √† plataforma; o segundo com dez vagas abertas e um adicional de an√°lise comportamental dos candidatos; e um terceiro, voltado para empresas maiores, totalmente personalizado. Desde que mudou, a startup conseguiu 45 assinantes ativos, incluindo clientes como GlobalWeb e Saga. Mais de 2 mil pessoas j√° foram contratadas por meio da plataforma.

Em 2019, a Vulpi faturou R$ 2 milh√Ķes. O plano √© chegar a R$ 20 milh√Ķes at√© 2024. Um passo para isso, segundo o empreendedor, √© o investimento de R$ 1 milh√£o que a empresa acaba de receber. O aporte foi feito via Captable, uma plataforma de crowdfunding voltada para investimentos de startups que possibilita o aporte de diversas pessoas no neg√≥cio, com no valor m√≠nimo de R$ 1 mil. Na rodada da Vulpi, participaram mais de 300 investidores, que agora s√£o donos, separadamente, de aproximadamente 10% das a√ß√Ķes da startup.

Com o dinheiro, Couto espera investir em marketing e vendas para expandir o neg√≥cio. Al√©m disso, quer melhorar o produto. Seu objetivo √© oferecer um servi√ßo que permita √†s empresas contratar profissionais de tecnologia em at√© sete dias. ‚ÄúUm tempo abaixo da m√©dia de mercado, que hoje √© de 50 dias‚ÄĚ, diz.

*Com informa√ß√Ķes da PEGN

PUBLICIDADE