PUBLICIDADE

1.0 - RADARpolítica

Na primeira operação Lava Jato de 2018, Polícia Federal deflagra Operação Integração

Curitiba e S√£o Paulo ‚Äď A¬†Pol√≠cia Federal¬†(PF) deflagrou uma nova fase da¬†Opera√ß√£o Lava Jato¬†nesta quinta-feira, 22, a primeira em 2018. A 48¬™ etapa, Opera√ß√£o Integra√ß√£o, mira corrup√ß√£o em concess√£o de rodovias federais no Estado do¬†Paran√°¬†que fazem parte do ‚ÄúAnel da Integra√ß√£o‚ÄĚ. A a√ß√£o tem o apoio de servidores da Receita Federal e membros do Minist√©rio P√ļblico Federal.

A Integração cumpre 50 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em nota, a PF informou que detectou, nas investiga√ß√Ķes da Lava Jato, o uso de estruturas de lavagem de dinheiro para operacionalizar recursos il√≠citos pagos a agentes p√ļblicos, principalmente por meio dos operadores financeiros Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran (ambos investigados na opera√ß√£o).

Uma das concession√°rias usou os servi√ßos de Assad e Tacla Duran para operacionalizar, ocultar e dissimular valores oriundos de atos de corrup√ß√£o. Dentre os servi√ßos prestados por estes operadores est√° a viabiliza√ß√£o do pagamento de vantagens indevidas a agentes p√ļblicos do DNIT ‚Äď Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DER/PR ‚Äď Departamento de Estradas de Rodagem no Paran√° e Casa Civil do Governo do Estado do Paran√°.

A a√ß√£o tem por objeto a apura√ß√£o, dentre outros, dos crimes de corrup√ß√£o, fraude a licita√ß√Ķes e lavagem de ativos.

Fonte: Exame

PUBLICIDADE