PUBLICIDADE

política

Mais servidores do Inep devem deixar órgão na segunda-feira

√Č esperada para segunda-feira (8) uma exonera√ß√£o coletiva de servidores do¬†Inep, o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais An√≠sio Teixeira,¬†o √≥rg√£o respons√°vel pelo Enem e por diversas avalia√ß√Ķes da Educa√ß√£o B√°sica e do Ensino Superior. Na √ļltima semana,¬†dois funcion√°rios diretamente ligados ao Enem pediram para deixar seus cargos.¬†Agora, h√° a expectativa da sa√≠da de, ao menos, um diretor e alguns coordenadores. O Minist√©rio da Educa√ß√£o j√° foi informado dessa possibilidade.

M√ÉOS DE TESOURA -‚ÄāDupas, do Inep: nomes cortados por falta de afinidade -¬© Luis Fortes/MEC/.¬†M√ÉOS DE TESOURA -‚ÄāDupas, do Inep: nomes cortados por falta de afinidade –

“A incapacidade da atual gest√£o levou a uma crise interna t√£o aguda que a realiza√ß√£o dos exames nacionais, como o Enem, est√° amea√ßada. A crise do INEP confirma o apag√£o vivido pelo Minist√©rio da Educa√ß√£o e coloca em risco a maior pol√≠tica p√ļblica de acesso ao ensino superior do Brasil”, diz Israel Batista, deputado federal (PV-DF).

Na √ļltima sexta, a Associa√ß√£o dos Servidores da autarquia realizou uma assembleia para denunciar casos de ass√©dio moral. O clima entre os servidores de carreira e a atual gest√£o do Inep √© de p√© de guerra.¬†Documentos exclusivos obtidos por VEJA¬†revelam que a presid√™ncia exercida por¬†Danilo Dupas¬†e algumas diretorias subordinadas a ele t√™m imposto mudan√ßas no quadro de funcion√°rios sem consulta pr√©via e vetado transfer√™ncias que j√° haviam sido acertadas previamente entre quadros do Inep e suas chefias diretas.

Um dos processos abertos no Sistema Eletr√īnico de Informa√ß√£o (SEI) trata da transfer√™ncia de funcion√°rias do gabinete da presid√™ncia, que foram mudadas de cargo sem qualquer aviso. “Em nenhum momento [as servidoras] expressaram ou fizeram entender que possu√≠am interesse em ter a lota√ß√£o de seus cargos efetivos alteradas”, diz o documento. “Ambas as servidoras foram enf√°ticas ao responder que desejavam manter-se lotadas em sua √ļnica unidade de lota√ß√£o desde a posse e o exec√≠cio no Inep”, atesta mais adiante.

Outra queixa endereçada por meio do SEI traz o relato de uma servidora da Diretoria de Estudos Educacionais (Dired) que pedia para ser transferida para a diretoria de Estatísticas. Ela chegou a formalizar o pedido e teve anuência das chefias diretas dos dois departamentos. No dia em que a mudança deveria ocorrer, no entanto, foi surpreendida com uma determinação do próprio presidente do Inep que havia trocado e-mails com o diretor de Avaliação da Educação Superior (Daes), dando ordens para que a funcionária fosse acolhida nessa diretoria.

A servidora relata que, em nenhum momento foi consultada sobre a possibilidade de ingressar na Daes. “Tal remo√ß√£o sem a pr√©via consulta, entrevista, di√°logo ou comunica√ß√£o ao servidor, sugere via de regra um ato de puni√ß√£o. Declaro que, sendo este o caso, n√£o me foi dado conhecimento sobre os motivos de tal puni√ß√£o ou mesmo o direito de defesa”, escreveu no processo em que pede a revers√£o da medida.

“O clima √© de medo, desconfian√ßa, intimida√ß√£o, persegui√ß√£o e inseguran√ßa psicol√≥gica”, disse uma funcion√°ria a VEJA. “A Presid√™ncia n√£o ouve sequer os ocupantes de cargos comissionados e tampouco reconhece o trabalho realizado em cada unidade”, completa .

Um processo de auditoria interna tamb√©m desagradou os funcion√°rios. Eles relatam que at√© os estagi√°rios e office boys das reparti√ß√Ķes foram chamados para entrevistas presenciais para detalhar suas atribui√ß√Ķes. Segundo relatos, os entrevistadores, no entanto, n√£o teriam dom√≠nio t√©cnico do trabalho que √© realizado.

“O objetivo desses encontros n√£o √© melhorar a efici√™ncia do Inep, e sim dar argumentos para a presid√™ncia intensificar o processo de desmonte”, relata um assessor. “Enquanto isso, levantamentos fundamentais, como os censos da educa√ß√£o b√°sica e do ensino superior est√£o atrasados por erros de gest√£o”, conclui

Na √ļltima quarta-feira, a reportagem entrou em contato com o Inep, mas at√© o momento, n√£o obteve resposta oficial do √≥rg√£o.

*Com informa√ß√Ķes da Veja

PUBLICIDADE