PUBLICIDADE

política

Bolsonaro diz que pode divulgar trecho de vídeo de reunião citada por Moro

Uma parte do v√≠deo de uma reuni√£o ministerial em 22 de abril pode ser divulgada hoje pelo presidente da Rep√ļblica, Jair Bolsonaro. Nesse trecho, segundo o presidente, trata-se da seguran√ßa da sua fam√≠lia no Rio de Janeiro. Ele diz que levar√° essa possibilidade ao¬†advogado-geral da Uni√£o, Jos√© Levi, para que torne p√ļblica parte da grava√ß√£o que registrou a reuni√£o.

‚ÄúPor mim, eu divulgo‚ÄĚ , disse o presidente. ‚ÄúSe eu n√£o me engano, o Celso de Mello ontem oficiou a√≠ o advogado do Moro, a AGU e a Justi√ßa exatamente para ver se a gente entra nessa linha para divulgar, mesmo com os palavr√Ķes que eu falo sempre‚ÄĚ, disse o presidente a jornalistas ao deixar o Pal√°cio da Alvorada.

O presidente garante que n√£o usou em sua fala as palavras ‚ÄúPol√≠cia Federal‚ÄĚ, ‚Äúsuperintend√™ncia‚ÄĚ e ‚Äúinvestiga√ß√£o‚ÄĚ, e sim tratou dos riscos e a necessidade de melhorar a seguran√ßa dos filhos no Rio.

Essa reuni√£o ministerial do dia 22 de abril foi citada pelo ex-ministro da Justi√ßa Sergio Moro no depoimento que deu no √Ęmbito do inqu√©rito aberto, cujo relator √© o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). Esse processo investiga as acusa√ß√Ķes feitas por Moro ao anunciar que pediu demiss√£o do cargo de que Bolsonaro tentou interferir politicamente na Pol√≠cia Federal.

Foto:¬†Reuters –¬†Presidente Jair Bolsonaro no Pal√°cio do Planalto

PUBLICIDADE