PUBLICIDADE

1.0 - RADARpolítica

Ap√≥s vit√≥ria na vota√ß√£o, Temer ir√° apostar em fortalecer ‚Äúagenda de moderniza√ß√£o‚ÄĚ do pa√≠s

 

O presidente Michel Temer vai apostar em tr√™s linhas de atua√ß√£o para virar definitivamente a p√°gina da segunda den√ļncia que enfrentou: uma frente legislativa, na qual pretende ter a reforma da Previd√™ncia como estrela; uma trincheira econ√īmica, com a expectativa de ‚Äúcolher os frutos‚ÄĚ das medidas j√° colocadas em pr√°tica pelo governo e que v√£o aumentar a arrecada√ß√£o; e a articula√ß√£o pol√≠tica, que consistir√° na tentativa de solidificar sua coaliz√£o para tentar atuar de forma unit√°ria nas elei√ß√Ķes de 2018, tanto na disputa presidencial quanto nas composi√ß√Ķes regionais.

O mote do governo, a partir de agora, ser√° fortalecer e dar prosseguimento a uma ‚Äúagenda de moderniza√ß√£o do Brasil‚ÄĚ, dizem aliados, priorizando as agendas pr√≥-mercado financeiro e seguindo diretrizes do ‚ÄúPonte para o futuro‚ÄĚ, documento elaborado por seu n√ļcleo ainda durante o governo Dilma Rousseff e que era apresentado como carta de inten√ß√Ķes antes de sua posse.

A frente legislativa diz respeito √†s propostas que ter√£o aten√ß√£o total de Temer e de seus aliados. Superada a den√ļncia, a primeira medida dessa lista √© a reforma previdenci√°ria. O governo seguir√° insistindo na vota√ß√£o ainda este ano, embora aliados reconhe√ßam que √© muito dif√≠cil obter maioria para obter a emenda.

Esse tamb√©m √© o discurso mais recente do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, j√° vem conversando com o relator da proposta na C√Ęmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), e orientou que o parlamentar passe a medir a temperatura dos partidos aliados para ver se h√° real possibilidade de aprova√ß√£o.

As medidas provisórias (MPs) do ajuste fiscal, que, entre outras coisas, adiam o reajuste salarial de servidores federais para 2019, também estão entre as prioridades imediatas. Fecha a lista a simplificação tributária, outra prioridade do governo.

J√° a frente econ√īmica consiste, segundo auxiliares do Planalto, numa consolida√ß√£o das medidas j√° em vigor e outras novas. Um dos exemplos √© o leil√£o do pr√©-sal que vai ocorrer amanh√£ e que, segundo c√°lculos da Ag√™ncia Nacional do Petr√≥leo (ANP), vai gerar US$ 36 bilh√Ķes em investimentos. Outra medida citada como importante √© o leil√£o de transmiss√£o de energia, que acontecer√° em dezembro. Temer tamb√©m vai faturar a melhora nos resultados da economia, como a gera√ß√£o de empregos. Outra medida ser√° a entrada em vigor da nova lei trabalhista, em 11 de novembro. Temer tamb√©m far√° uma s√©rie de viagens internacionais a partir de janeiro.

A atuação política do governo consiste num trabalho de manter a união da base e ver com que tamanho Temer chegará em 2018. Nesse tabuleiro, será preciso ver que candidato a presidente o peemedebista vai apoiar no ano que vem e quem será o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin ou João Doria.

 

Foto: Reprodução

Fonte: O Globo

 

PUBLICIDADE