PUBLICIDADE

7.0 - manualbebidas

Os vinhos Turcos

Ano a ano a estatís­ti­ca de con­sumo de vin­hos no Brasil vem crescen­do, mes­mo que seja pequeno com­para­do a país­es europeus, e des­de 2016 o país vem expor­tan­do os excep­cionais vin­hos Tur­cos.

A Turquia ocu¬≠pa o 4¬ļ lugar no rank¬≠ing mundi¬≠al de cul¬≠ti¬≠vo de uvas e na fab¬≠ri¬≠ca√ß√£o de vin¬≠hos. O cli¬≠ma e as quest√Ķes geogr√°¬≠fi¬≠cas de solo favore¬≠cem a pro¬≠du√ß√£o do pa√≠s, que t√™m nas uvas cul¬≠ti¬≠vadas ao sul do pa√≠s as mais famosas e dese¬≠jadas qual¬≠i¬≠dades da fru¬≠ta. Para quem pre¬≠tende vis¬≠i¬≠tar o des¬≠ti¬≠no, h√° algu¬≠mas dicas de roteiros e degus¬≠ta√ß√Ķes imperd√≠veis para deixar o pas¬≠seio ain¬≠da mais encan¬≠ta¬≠dor.

A cidade de Istam¬≠bul abrigou uma das maiores vin√≠¬≠co¬≠las do mun¬≠do nos tem¬≠pos bizan¬≠ti¬≠nos e, ain¬≠da hoje, osten¬≠ta os mel¬≠hores r√≥tu¬≠los da Turquia. Em Izmir grandes e pequenos pro¬≠du¬≠tores fab¬≠ri¬≠cam a bebi¬≠da, onde vin¬≠he¬≠dos nas regi√Ķes de Man¬≠isa, Deni¬≠zli, Aydin e UŇüak, por exem¬≠p¬≠lo, ain¬≠da per¬≠mitem esten¬≠der o pas¬≠seio para con¬≠hecer as mar¬≠avil¬≠has nat¬≠u¬≠rais e hist√≥rias da cidade. Out¬≠ras cidades que esban¬≠jam riqueza na pro¬≠du√ß√£o de uvas s√£o Tekir¬≠dańü, Edirne, Kirk¬≠lare¬≠li e √áanakkale, na regi√£o de Mar¬≠mara e Tr√°¬≠cia, maior regi√£o vin√≠¬≠co¬≠la da Turquia.

J√° na ter¬≠ra dos bal√Ķes, em Capad√≥¬≠cia, √© pos¬≠s√≠v¬≠el vis¬≠i¬≠tar pro¬≠du√ß√Ķes com difer¬≠entes var¬≠iedades de uvas pre¬≠tas e bran¬≠cas, al√©m de rece¬≠ber infor¬≠ma√ß√Ķes sobre as pr√°ti¬≠cas de viti¬≠cul¬≠tura mod¬≠er¬≠nas e tradi¬≠cionais da cidade. J√° em Tr√°¬≠cia, o cli¬≠ma muito enso¬≠lara¬≠do, extrema¬≠mente √ļmi¬≠do e muitas vezes are¬≠ja¬≠do do noroeste da Turquia √© ide¬≠al para a pro¬≠du√ß√£o de vin¬≠ho. O charme dos vin¬≠he¬≠dos da regi√£o √© um trun¬≠fo que encan¬≠ta os tur¬≠is¬≠tas que os visi¬≠tam. J√° em Anat√≥lia, a bebi¬≠da gan¬≠ha destaque em Ancara, Nevse¬≠hir, Kay¬≠seri e Tokat, que lev¬≠am o t√≠tu¬≠lo de pro¬≠du¬≠toras de vin¬≠ho.

N√£o h√° for¬≠ma mel¬≠hor de con¬≠hecer a bebi¬≠da do que par¬≠tic¬≠i¬≠pan¬≠do de uma degus¬≠ta√ß√£o em uma das vin√≠¬≠co¬≠las. √Č pos¬≠s√≠v¬≠el vis¬≠i¬≠tar os vin¬≠he¬≠dos, con¬≠hecer o proces¬≠so de pro¬≠du√ß√£o da bebi¬≠da e exper¬≠i¬≠men¬≠t√°-la. Seja do grande ao pequeno pro¬≠du¬≠tor, os r√≥tu¬≠los s√£o um con¬≠vite para apre¬≠ciar o vin¬≠ho acom¬≠pan¬≠hado de uma gas¬≠trono¬≠mia fab¬≠u¬≠losa ofer¬≠e¬≠ci¬≠da pelo pa√≠s.

A Turquia desem¬≠pen¬≠hou um papel fun¬≠da¬≠men¬≠tal no in√≠¬≠cio da hist√≥ria do vin¬≠ho e foi uma das primeiras regi√Ķes pro¬≠du¬≠toras da bebi¬≠da. Por onde h√° vin√≠¬≠co¬≠las, h√° pro¬≠du¬≠tos de boa qual¬≠i¬≠dade e boas hist√≥rias para con¬≠tar. A mis¬≠tu¬≠ra per¬≠fei¬≠ta para apre¬≠ci¬≠adores e tur¬≠is¬≠tas que visi¬≠tam a regi√£o.

 

Foto: Release

PUBLICIDADE