PUBLICIDADE

7.0 - MANUALviagem

Saiba como gastar menos nas viagens em tempos de crise

A crise que assola a economia nacional nos √ļltimos anos tem castigado o bolso dos brasileiros. √ćndice da Funda√ß√£o Get√ļlio Vargas divulgado no √ļltimo dia 15 – o FGV Social – aponta que em 2016 a desigualdade entre a popula√ß√£o aumentou pela primeira vez nos √ļltimos 22 anos. De acordo com a institui√ß√£o, isso foi motivado pelo aumento do desemprego e da infla√ß√£o, que diminuem o poder de consumo do brasileiro.

Neste cenário, em que todo mundo precisa economizar (mas também tem o direito de viajar para se divertir e relaxar), o Guichê Virtual montou uma lista com três dicas do que fazer para economizar nas viagens.

1) Aproveite os descontos das companhias

√Č bom ficar atento ao que as principais via√ß√Ķes oferecem. Quem viajar a pre√ßos promocionais deve escolher condi√ß√Ķes ainda mais confort√°veis, que permita aos passageiros uma viagem tranquila. Algumas op√ß√Ķes oferecem at√© leito-cama e outros itens extras para o viajante, como travesseiro, cobertor, geladeira, wifi, lanche a bordo, entre outros.

2) Procure por hospedagens baratas

Algumas hospedagens cobram mais caro, pois oferecem caf√© da manh√£. Neste caso uma boa op√ß√£o √© voc√™ levar seu pr√≥prio caf√©. Uma boa dica √© pesquisar pre√ßos em sites que oferecem promo√ß√Ķes e pacotes, onde voc√™ conseguir√° limitar o valor a pagar e encontrar hostels por um valor mais baixo. E j√° pensou em alugar o apartamento ou casa de algu√©m? Assim voc√™ economiza com as idas aos restaurantes.

3) Guarde um dinheiro por mês para viagens

Guardar dinheiro pode ser uma tarefa impossível às vezes, mas quando se tem uma meta a cumprir, tudo é possível. Para ajudar, que tal comprar um cofrinho que fique à vista? Assim você sempre vai se lembrar da viagem dos sonhos que você quer tanto fazer. Qualquer 5 reais por dia já conta. E claro, se você conseguir pegar 10% do seu salário e guardá-lo, melhor ainda. E quando chegar lá ao seu destino, não vá ficar comprando tudo no hotel. Dê preferência a fazer as compras nos mercados e estabelecimentos que não cobrarem preços tão elevados.

 

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE