PUBLICIDADE

política

PF deflagra Operação Dark Side relacionada à Operação Lava Jato em SP

A Pol√≠¬≠cia Fed¬≠er¬≠al, em con¬≠jun¬≠to com o Min¬≠ist√©rio P√ļbli¬≠co Eleitoral, defla¬≠grou na man¬≠h√£ de hoje (14) a oper¬≠a√ß√£o Dark Side que tem como alvo o dep¬≠uta¬≠do fed¬≠er¬≠al Paulin¬≠ho da For√ßa (Sol¬≠i¬≠dariedade). Agentes fazem bus¬≠cas no gabi¬≠nete do par¬≠la¬≠men¬≠tar, em seu aparta¬≠men¬≠to e ain¬≠da na sede da For√ßa Sindi¬≠cal. Tra¬≠ta-se da primeira fase da oper¬≠a√ß√£o Lava Jato jun¬≠to √† Justi√ßa Eleitoral de S√£o Paulo, que, segun¬≠do a PF, mira em supos¬≠to caixa 2 de R$ 1,7 mil¬≠h√£o e lavagem de din¬≠heiro.

Essa √© a primeira fase da oper¬≠a√ß√£o Lava Jato jun¬≠to √† Justi√ßa Eleitoral de S√£o Paulo, des¬≠de o entendi¬≠men¬≠to ado¬≠ta¬≠do pelo Supre¬≠mo Tri¬≠bunal Fed¬≠er¬≠al no inqu√©ri¬≠to n¬ļ 4.435, em 14 de mar√ßo de 2019, por meio do qual reafir¬≠mou a com¬≠pet√™n¬≠cia da Justi√ßa Eleitoral para os crimes conex¬≠os aos crimes eleitorais.

São cumpri­dos 7 man­da­dos de bus­ca e apreen­são em São Paulo/SP e Brasília/DF, além do blo­queio judi­cial de con­tas bancárias e imóveis dos inves­ti­ga­dos, deter­mi­na­dos pela 1ª Zona Eleitoral de São Paulo/SP.

O inqu√©ri¬≠to poli¬≠cial foi remeti¬≠do √† Justi√ßa Eleitoral de S√£o Paulo ain¬≠da em mea¬≠d¬≠os de 2019, com a colab¬≠o¬≠ra√ß√£o pre¬≠mi¬≠a¬≠da de acionista e exec¬≠u¬≠tivos de grupo empre¬≠sar¬≠i¬≠al. Por meio da que¬≠bra dos sig¬≠i¬≠los banc√°rios, inter¬≠c√Ęm¬≠bio de infor¬≠ma√ß√Ķes com o COAF, teste¬≠munhos de pes¬≠soas rela¬≠cionadas aos fatos, den¬≠tre out¬≠ras medi¬≠das inves¬≠tiga¬≠ti¬≠vas, foi con¬≠stata¬≠da a exist√™n¬≠cia de fun¬≠da¬≠dos ind√≠¬≠cios do rece¬≠bi¬≠men¬≠to por par¬≠la¬≠men¬≠tar fed¬≠er¬≠al de doa√ß√Ķes eleitorais n√£o con¬≠tabi¬≠lizadas, de maneira dis¬≠sim¬≠u¬≠la¬≠da, durante as cam¬≠pan¬≠has eleitorais dos anos de 2010 e 2012, no val¬≠or total de R$ 1,7 mil¬≠h√£o. Referi¬≠dos paga¬≠men¬≠tos teri¬≠am ocor¬≠ri¬≠do por meio da sim¬≠u¬≠la√ß√£o da presta√ß√£o de servi√ßos advo¬≠cat√≠¬≠cios e tam¬≠b√©m medi¬≠ante o paga¬≠men¬≠to de val¬≠ores em esp√©¬≠cie, con¬≠tan¬≠do para isso com doleiros con¬≠trata¬≠dos pelo referi¬≠do grupo.

Com o decor¬≠rer das inves¬≠ti¬≠ga√ß√Ķes, apurou-se que o escrit√≥rio de advo¬≠ca¬≠cia, suposta¬≠mente envolvi¬≠do na sim¬≠u¬≠la√ß√£o da presta√ß√£o de servi√ßos, tin¬≠ha como um dos seus s√≥cios o gen¬≠ro do par¬≠la¬≠men¬≠tar. Com a que¬≠bra do sig¬≠i¬≠lo banc√°rio do referi¬≠do escrit√≥rio, foi iden¬≠ti¬≠fi¬≠ca¬≠da tam¬≠b√©m a trans¬≠fer¬≠√™n¬≠cia de val¬≠ores pr√≥x¬≠i¬≠mos √† elei√ß√£o de 2012, ori¬≠un¬≠dos de enti¬≠dade sindi¬≠cal rela¬≠ciona¬≠da ao par¬≠la¬≠men¬≠tar inves¬≠ti¬≠ga¬≠do e n√£o declar¬≠a¬≠da em sua cam¬≠pan¬≠ha.

Al√©m dis¬≠so, foi con¬≠stata¬≠da a exist√™n¬≠cia de diver¬≠sas oper¬≠a√ß√Ķes finan¬≠ceiras, rel¬≠a¬≠ti¬≠va¬≠mente atu¬≠ais, que se enquadram em tipolo¬≠gias da lavagem de din¬≠heiro, em espe¬≠cial o fra¬≠ciona¬≠men¬≠to de oper¬≠a√ß√Ķes finan¬≠ceiras. Essas movi¬≠men¬≠ta√ß√Ķes, n√£o rela¬≠cionadas ao par¬≠la¬≠men¬≠tar, indicam a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade da pr√°ti¬≠ca de out¬≠ros atos de lavagem de din¬≠heiro aut√īnomos e conex¬≠os, o que ser√° obje¬≠to de apro¬≠fun¬≠da¬≠men¬≠to na fase osten¬≠si¬≠va das inves¬≠ti¬≠ga√ß√Ķes.

Os inves¬≠ti¬≠ga¬≠dos respon¬≠der√£o, na medi¬≠da de suas par¬≠tic¬≠i¬≠pa√ß√Ķes, pelos crimes de fal¬≠si¬≠dade ide¬≠ol√≥g¬≠i¬≠ca eleitoral (arti¬≠go 350 do C√≥di¬≠go Eleitoral) e lavagem de din¬≠heiro (arti¬≠go 1¬ļ da Lei n¬ļ 9.613/1998), com penas de 3 a 10 anos de pris√£o, sem pre¬≠ju√≠¬≠zo de respon¬≠derem por out¬≠ros crimes que pos¬≠sam ser descober¬≠tos ao lon¬≠go da inves¬≠ti¬≠ga√ß√£o.

Por se tratar de par¬≠la¬≠men¬≠tar no exer¬≠c√≠¬≠cio do manda¬≠to de dep¬≠uta¬≠do fed¬≠er¬≠al, as inves¬≠ti¬≠ga√ß√Ķes em primeira inst√Ęn¬≠cia, em rela√ß√£o a ele, se restringem aos fatos apu¬≠ra¬≠dos nos anos de 2010 e 2012. Em rela√ß√£o ao escrit√≥rio de advo¬≠ca¬≠cia, a a√ß√£o poli¬≠cial tam¬≠b√©m bus¬≠ca provas da atu¬≠al¬≠i¬≠dade da pr√°ti¬≠ca de crimes conex¬≠os.

RESPOSTA

Em suas redes soci­ais o dep­uta­do Paulo Pereira da Sil­va divul­gou uma nota e con­fir­ma que foi alvo de man­da­do de bus­ca e apreen­são expe­di­do pela Justiça Eleitoral de São Paulo.
O par­la­men­tar descon­hece os fatos apu­ra­dos e está toman­do ciên­cia da apu­ração pela impren­sa na medi­da em que sequer lhe foi forneci­da cópia da decisão que autor­i­zou as bus­cas.
Caso os man¬≠da¬≠dos digam de fato respeito a ale¬≠ga¬≠do caixa dois dos anos de 2010 e 2012, a par¬≠tir da dela√ß√£o da JBS, con¬≠forme not√≠¬≠cias veic¬≠u¬≠ladas, o dep¬≠uta¬≠do lamen¬≠ta o ocor¬≠ri¬≠do na data de hoje ten¬≠do em vista que j√° s√£o pas¬≠sa¬≠dos 10 anos des¬≠de os fatos apon¬≠ta¬≠dos, sendo que suas con¬≠tas das elei√ß√Ķes de 2010 e 2012 foram aprovadas reg¬≠u¬≠lar¬≠mente pela Justi√ßa Eleitoral.
Por fim, o par­la­men­tar con­fia que a apu­ração chegará à con­clusão de que os fatos trazi­dos não pos­suem nen­hum fun­da­men­to.

PUBLICIDADE