PUBLICIDADE

economia

Mercado financeiro prevê mudanças sobre a Selic na próxima semana

Os pr√≥x¬≠i¬≠mos preg√Ķes ser√£o mar¬≠ca¬≠dos pela pre¬≠ci¬≠fi¬≠ca√ß√£o de a√ß√Ķes de algu¬≠mas ofer¬≠tas na Bol¬≠sa brasileira, enquan¬≠to os investi¬≠dores seguem de olho na agen¬≠da de indi¬≠cadores econ√īmi¬≠cos. Dados de infla√ß√£o e a ata da √ļlti¬≠ma reuni√£o do Copom, o Comit√™ de Pol√≠ti¬≠ca Mon¬≠et√°ria do Ban¬≠co Cen¬≠tral, v√£o dar pis¬≠tas sobre o des¬≠ti¬≠no da Sel¬≠ic e as pre¬≠ocu¬≠pa√ß√Ķes da autori¬≠dade mon¬≠et√°ria com a econo¬≠mia brasileira.

No cen√°rio cor¬≠po¬≠ra¬≠ti¬≠vo, as a√ß√Ķes da Cury, sub¬≠sidi√°ria da Cyrela, estreiam na segun¬≠da-feira (21) na B3. Na quar¬≠ta (23), tem a pre¬≠ci¬≠fi¬≠ca√ß√£o das a√ß√Ķes da empre¬≠sa de log√≠s¬≠ti¬≠ca Hidrovias e do ban¬≠co de inves¬≠ti¬≠men¬≠to inde¬≠pen¬≠dente BR Part¬≠ners, enquan¬≠to na quin¬≠ta (24) a pre¬≠ci¬≠fi¬≠ca√ß√£o √© dos pap√©is no IPO da incor¬≠po¬≠rado¬≠ra e con¬≠stru¬≠to¬≠ra Mel¬≠nick.

O fol­low-on da San­tos Brasil, tam­bém no dia 24, pode movi­men­tar cer­ca de R$ 1,3 bil­hão. E a Tec­nisa realizará assem­bleia para votação de pro­pos­ta do fun­do Berg­amo para sub­sti­tu­ição de dis­pos­i­tivos estatutários que coíbem aquisição de par­tic­i­pação rel­e­vante na com­pan­hia. Os acionistas da empre­sa já rejeitaram estu­dos para pos­sív­el inte­gração de negó­cios com a Gafisa.

J√° na agen¬≠da de indi¬≠cadores econ√īmi¬≠cos, a ata do Copom que sai na ter√ßa-feira (22) vai traz¬≠er pis¬≠tas sobre o futuro da pol√≠ti¬≠ca mon¬≠et√°ria no pa√≠s. O comu¬≠ni¬≠ca¬≠do do BC que acom¬≠pan¬≠hou a decis√£o de manuten√ß√£o da Sel¬≠ic em 2% ao ano na √ļlti¬≠ma quar¬≠ta (16) foi vis¬≠to como lev¬≠e¬≠mente dovish, ao reit¬≠er¬≠ar for¬≠ward guid¬≠ance de que a autori¬≠dade mon¬≠et√°ria n√£o deve subir os juros t√£o cedo.

Na quar¬≠ta-feira, os olhos estar√£o volta¬≠dos ao IPCA-15, com esti¬≠ma¬≠ti¬≠va de 0,39% men¬≠sal em setem¬≠bro, ante 0,23% em agos¬≠to, segun¬≠do pro¬≠je√ß√Ķes com¬≠pi¬≠ladas pela Bloomberg. Esse resul¬≠ta¬≠do mostraria um repasse √≠nfi¬≠mo da alta do ata¬≠ca¬≠do que lev¬≠ou a segun¬≠da pr√©via do IGP‚ÄĎM do mes¬≠mo m√™s a dis¬≠parar para 4,57%.

Segun¬≠do a equipe econ√īmi¬≠ca do Brade¬≠sco, ‚Äúo resul¬≠ta¬≠do do IPCA-15 deste m√™s ain¬≠da deve mostrar os pre√ßos de ali¬≠men¬≠ta√ß√£o pres¬≠sion¬≠a¬≠dos, mas com o √≠ndice agre¬≠ga¬≠do abaixo do cen¬≠tro da meta‚ÄĚ. Os dados que indicam a vari¬≠a√ß√£o de pre√ßos no Brasil ser√£o com¬≠ple¬≠ta¬≠dos na quin¬≠ta-feira com a divul¬≠ga√ß√£o, pelo Ban¬≠co Cen¬≠tral, do Relat√≥rio Trimes¬≠tral de Infla√ß√£o.

A sem¬≠ana ter√° ain¬≠da o dado das con¬≠tas exter¬≠nas, que t√™m mostra¬≠do mel¬≠ho¬≠ra da con¬≠ta cor¬≠rente diante do d√≥lar ele¬≠va¬≠do e que¬≠da das impor¬≠ta√ß√Ķes com pan¬≠demia. O indi¬≠cador ser√° divul¬≠ga¬≠do na quar¬≠ta-feira.

Powell e PMIs

No exte¬≠ri¬≠or, ap√≥s a pos¬≠tu¬≠ra mais dovish do Fomc, o comit√™ de pol√≠ti¬≠ca mon¬≠et√°ria do ban¬≠co cen¬≠tral amer¬≠i¬≠cano, o Fed¬≠er¬≠al Reserve, ter aju¬≠da¬≠do a desval¬≠orizar o d√≥lar glob¬≠al¬≠mente nos √ļlti¬≠mos dias, o pres¬≠i¬≠dente do Fed, Jerome Pow¬≠ell, far√° pro¬≠nun¬≠ci¬≠a¬≠men¬≠tos em tr√™s dias difer¬≠entes, a come√ßar por ter√ßa- feira.

Out­ros diri­gentes do Fed e o secretário Steven Mnuchin tam­bém farão dis­cur­sos na sem­ana. Na agen­da glob­al de indi­cadores, serão divul­ga­dos os PMIs de setem­bro nos EUA, zona do euro e Japão, que devem atu­alizar as per­spec­ti­vas de retoma­da ain­da irreg­u­lares.
*Por Ander­son Figo / InfoMoney
PUBLICIDADE