PUBLICIDADE

3.0 - NEGÓCIOS

CASA COR Rio ocupa um icônico casarão

Na próxima terça-feira (11) inicia a mostra CASA COR RJ. A CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas. O evento reúne, anualmente, renomados arquitetos, decoradores e paisagistas e em 2016 chega à sua 30ª edição em São Paulo, e com 20 franquias nacionais (Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Interior de SP, Litoral de SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina) e quatro internacionais (Peru, Chile, Equador e Bolívia).

Em sua 26ª edição, A CASA COR Rio ocupa a “casa rosa”, como é conhecida na Gávea. Uma construção de 1938 em estilo eclético, com terreno de 5.000 m² e 1.000 m² de área construída, pertencente à família Rocha Miranda, que durante quase 40 anos viveu ali recebendo amigos em grandes comemorações. De 11 de outubro a 20 de novembro, a festa será da arquitetura, do design e do paisagismo. Os novos anfitriões: 67 dos melhores profissionais cariocas, que assinam 45 ambientes, entre internos e externos – aproveitando o enorme jardim assinado por Burle Marx e recantos bucólicos como um lago e uma fonte.

A volta para uma residência acontece depois de a mostra percorrer locais tão diversos quanto as tribunas do Jockey Club da Gávea, os palacetes Modesto Leal e Linneo de Paula Machado, o edifício do antigo Hotel Sete de Setembro e toda a Villa Aymoré. “Os imóveis já são um atrativo por si só, o que torna a edição carioca, a cada ano, sempre única”, diz Patrícia Mayer. “Em uma casa como essa temos uma dimensão mais real das soluções dos arquitetos, pois os ambientes, apesar da grandiosidade da casa, não fogem à realidade e podem servir de inspiração a todos os que visitam a CASA COR Rio”, complementa Patrícia Quentel. As duas, sócias da 3Plus, são as ‘donas da casa’ há 26 anos. Primeira franquia da CASA COR, a edição carioca é o evento de decoração com maior longevidade ininterrupta do país organizado pela mesma empresa.

Escritório da Chef - Andrea Duarte e Anna Malta. Em homenagem a Roberta Sudbrack, o espaço integra as funções de trabalho, descanso e estar. Papéis de parede com efeitos surrealistas são o pano de fundo para a estante com portas em palha. Na paleta de cores, predominam o verde petróleo e o bois de rose, além do cinza.

Escritório da Chef – Andrea Duarte e Anna Malta. Em homenagem a Roberta Sudbrack, o espaço integra as funções de trabalho, descanso e estar. Papéis de parede com efeitos surrealistas são o pano de fundo para a estante com portas em palha. Na paleta de cores, predominam o verde petróleo e o bois de rose, além do cinza.

Há outro motivo de comemoração na edição deste ano. Maior e melhor mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, a marca CASA COR está completando 30 anos, tendo como tema a tradução da casa como espaço de celebração da vida. Também por isso a CASA COR Rio não poderia acontecer em melhor lugar: uma residência que tem como marca a festa, o encontro, a reunião da família, dos amigos… e a celebração. Tudo com o jeito carioca de viver e de morar, tão bem traduzido por nossos arquitetos.

Loja da Villa - Camilla Bortolini e Priscilla Campos. Um jovem morador decide transformar a sala de estar numa loja onde vende peças garimpadas em viagens. Esse é o imaginário presente no espaço, dividido em estar e área íntima de trabalho. Na sala, domina o estilo contemporâneo, com paredes de concreto que formam um fundo neutro para o mix de peças que dialogam com o clássico e estampas graficas. A tela Luz de Maio, de Nicholson, é a única obra de arte - tudo para que os objetos ganhassem destaque.

Loja da Villa – Camilla Bortolini e Priscilla Campos. Um jovem morador decide transformar a sala de estar numa loja onde vende peças garimpadas em viagens. Esse é o imaginário presente no espaço, dividido em estar e área íntima de trabalho. Na sala, domina o estilo contemporâneo, com paredes de concreto que formam um fundo neutro para o mix de peças que dialogam com o clássico e estampas graficas. A tela Luz de Maio, de Nicholson, é a única obra de arte – tudo para que os objetos ganhassem destaque.

O casarão pertenceu inicialmente à família de Álvaro Soares Sampaio. Em 1977, foi adquirida pelo empresário Celso da Rocha Miranda, dono da extinta companhia de aviação Panair. Com os sete filhos adultos, apenas Celso e a mulher Malu iriam morar ali. Encomendaram ao arquiteto Alcides Rocha Miranda, irmão de Celso, uma reforma para adequar o lugar ao desejo dos novos donos. “Eles queriam que fosse uma casa de poucos quartos, mas com muitas salas e espaços de convivência”, conta a neta Anna Izabel da Rocha Miranda Guinle. “Justamente para haver muito espaço para receber amigos e reunir a família. Pelo menos quatro vezes por ano estávamos todos juntos lá.” E não eram poucos: além dos sete filhos, Celso e Malu tiveram 24 netos, 43 bisnetos e um tataraneto. Malu viveu na casa até sua morte, em 2014. Agora, com a CASA COR Rio, a casa rosa da Gávea revive seus dias de festa.

Sobre a CASA COR Rio

Primeira franquia da marca, a edição carioca teve início em 1991. E há 26 anos está sob o comando de Patrícia Mayer e Patrícia Quentel, sócias da 3Plus, empresa organizadora do evento que a cada ano reafirma o talento de um elenco de profissionais que traduzem, com criatividade, o jeito carioca de viver e de morar. Da primeira edição até agora, foram 1.137ambientes decorados, a presença de 614 arquitetos, decoradores, designers de interiores e paisagistas (contando uma única participação entre os que fizeram repetidas vezes), 18 mil profissionais envolvidos indiretamente e um número de visitantes que ultrapassa os 900 mil. Além disso, mais de 150 empresas se tornam parceiras anualmente e, ao longo dos 26 anos da CASA COR Rio, a maioria retorna a cada nova edição.