PUBLICIDADE

1.0 - RADAR

Anthony Garotinho sai de casa pela primeira vez após ter prisão domiciliar revogada

 

Após ter a prisão domiciliar revogada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-governador do Rio Anthony Garotinho (PR) saiu de casa pela primeira vez na noite desta quarta-feira (27) em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

A 100¬™ Zona Eleitoral de Campos foi notificada da decis√£o do TSE no fim da tarde e o alvar√° de soltura foi expedido, liberando Garotinho das medidas cautelares e do uso de tornozeleira eletr√īnica.

Segundo a defesa do político, a tornozeleira ainda não foi retirada porque a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) só foi notificada pela Justiça depois das 18h, após o expediente da secretaria.

Assim que foi notificado, Garotinho saiu de casa por volta das 21h e se reuniu com correligion√°rios, parentes e pessoas do seu grupo pol√≠tico em frente a casa da fam√≠lia no bairro da Lapa. “Essa persegui√ß√£o que sofri foi motivada pelas den√ļncias que fa√ßo contra os poderosos”, disse o ex-governador.

Garotinho tamb√©m elogiou o apoio dos aliados e a postura da esposa Rosinha Garotinho (PR) durante os dias de pris√£o domiciliar. “Rosinha foi uma gigante nesses √ļltimos dias, agrade√ßo demais a ela”, contou.

Com o habeas corpus, Garotinho ter√° o direito de recorrer em liberdade enquanto aguarda seu processo ser julgado em segunda inst√Ęncia.

Pris√£o

Garotinho ficou em pris√£o domiciliar em Campos desde o dia 13. O ex-governador foi preso no Rio de Janeiro enquanto apresentava o programa de r√°dio “Fala Garotinho”.

Garotinho foi condenado pelo juiz Ralph Manh√£es a mais de nove anos de reclus√£o por comandar um esquema de compra de votos em Campos durante a elei√ß√£o de 2016, quando era secret√°rio de Governo da cidade. A pena, no entanto, foi transformada em pris√£o domiciliar com medidas cautelares at√© a decis√£o em segunda inst√Ęncia.

Ao justificar a prisão domiciliar, o juiz afirmou que grupo de Garotinho tentou atrapalhar o avanço da ação penal e usou até armas para intimidar testemunhas.

 

Foto: Reprodução

Fonte: G1/UOL

PUBLICIDADE