4.0 // manual4.5 // estilo

Catedral dos carros: coleção de Canadense apaixonado por esportivos

O canadense Angelo Paletta é um fã assumido de carros esportivos da Ford e reuniu em sua casa uma coleção de raridades capaz de fazer inveja a muitos museus. O espaço que ele batizou de “Catedral de Carros”, na cidade de Burlington, no Canadá, abriga originais e réplicas de Ford GTs, Mustangs e Shelby Cobras de diferentes épocas.

“No final dos anos 50, o meu pai só tinha carros da Ford e depois virou adepto da Lincoln. A marca faz parte da minha vida desde que nasci”, conta o colecionador.

Paletta não considera a Catedral dos Carros um museu, mas uma garagem onde as pessoas podem entrar e conhecer suas preciosidades. No segundo andar, o espaço tem ainda um restaurante de estilo anos 50, sala de TV, miniaturas e outros itens de coleção da marca. “É um local para vir, relaxar e se divertir. Também faço várias ações de caridade com os carros, passeios e gosto de mostrá-los para as pessoas, especialmente as crianças. É incrível ver o entusiasmo delas”, diz.

Entre as raridades está um Ford GT 2006 canadense que tinha apenas 24,5 milhas no hodômetro quando Paletta o comprou. O carro nunca foi emplacado e é um verdadeiro item de colecionador, conservando até o plástico original de proteção dos bancos. Outra atração é uma réplica do Ford GT40 que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1968 e 1969 – o único a conquistar a prova por duas edições consecutivas.

O novo Ford GT 2017, com motor V6 EcoBoost, também faz parte da coleção e Paletta tem prazer de mostrar e comparar cada detalhe do modelo com as versões anteriores, que conhece em profundidade. “Uma obra de arte ambulante”, descreve.

O colecionador se orgulha também de outro modelo especial: um Shelby Cobra original com motor e câmbio construídos por Bill Parson. O modelo tem ainda para-lamas de alumínio e é um dos únicos 12 exemplares feitos nos Estados Unidos. Paletta é a única pessoa que já o dirigiu. “Eu o encontrei em um galpão em San Jose, na Califórnia”, diz.

Agora, ele quer dividir sua paixão com as novas gerações. “Espero que os jovens que visitam minha coleção se tornem futuros clientes da Ford, quando tiverem idade suficiente.”

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista