PUBLICIDADE

1.0 - RADAR6.0 - ESTILO DE VIDAeconomiatecnologia

Rede social sofre com desvaloriza√ß√£o de US$ 60 bilh√Ķes

Os √ļltimos dias t√™m sido desastrosos para o Facebook, sem nenhuma previs√£o de melhora imediata. Ap√≥s a¬†divulga√ß√£o do uso de dados privados¬†de 50 milh√Ķes de usu√°rios da rede social pela campanha do atual presidente dos Estados Unidos Donald Trump, as a√ß√Ķes da empresa ca√≠ram bastante, acumulando uma desvaloriza√ß√£o total de US$ 60 bilh√Ķes em dois dias.

Atualmente, os pap√©is est√£o valendo US$ 164,07, quase 5% a menos que o pre√ßo na segunda-feira (19). Na sexta-feira (16), o Facebook tinha um valor de mercado de US$ 537,69 bilh√Ķes, n√ļmero que caiu para US$ 476,83 bilh√Ķes. N√£o bastando o impacto financeiro, a companhia¬†est√° sendo investigada¬†pela Federal Trade Comission (FTC), ag√™ncia do governo dos EUA de prote√ß√£o aos consumidores.

O caso veio √† tona durante o fim de semana ‚ÄĒ¬†veja aqui uma explica√ß√£o completa sobre o que aconteceu¬†‚ÄĒ e continua repercutindo. Al√©m da investiga√ß√£o da FTC, o Parlamento Brit√Ęnico solicitou a presen√ßa de Mark Zuckerberg para dar mais explica√ß√Ķes. A Cambridge Analytica, empresa de consultoria envolvida no caso, trabalhou na campanha da elei√ß√£o que votou pela sa√≠da do Reino Unido da Uni√£o Europeia.

O Parlamento Europeu tamb√©m anunciou que vai abrir uma investiga√ß√£o sobre o caso, com o presidente da institui√ß√£o, o italiano Antonio Tajani, classificando o ocorrido como ‚Äúuma viola√ß√£o inaceit√°vel do direito √† privacidade dos cidad√£os‚ÄĚ. At√© a tarde desta ter√ßa-feira (20), Mark Zuckerberg n√£o havia se pronunciado publicamente sobre o caso.

Fonte: TecMundo

PUBLICIDADE