PUBLICIDADE

7.0 - MANUALsaúde

Pós cirurgia na coluna

Independente da cirurgia de coluna realizada, seja ela minimamente invasiva, como bloqueio e cirurgias de radiofrequência, até as correções de desvio escoliótico, artrodeses, a reabilitação é fundamental e necessita cuidado especial. “Cada procedimento deve seguir um protocolo e o responsável pela reabilitação deve estar em contato com o médico para possíveis ajustes. Após a cirurgia existe uma perda de força muscular e, principalmente, de estabilizadores dinâmicos do corpo humano. Por isso, é preciso um tratamento adequado, envolvendo a fisioterapia, para recuperação do paciente”, orienta Dr. André Luis Lafratta, ortopedista do Centro Médico do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

Já nos primeiros dias de fisioterapia pós-operatória dará início a recuperação da mobilidade e fortalecimento muscular. “A cada retorno com o médico é possível observar a evolução do paciente e sua independência para retornar a sua vida normal. Tudo é levado em consideração: mobilidade e força dos membros inferiores e superiores, equilíbrio estático e dinâmico e deambulação (andar) independente. O mais importante é não pular etapas e não acelerar a reabilitação. As contra indicações devem ser vistas de maneira individualizada”, aponta o especialista.

De acordo com o ortopedista, o médico, o fisioterapeuta e o psicólogo podem ajudar muito no processo de recuperação pós-operatória. “Além desses profissionais, em casos onde o tempo de recuperação pode demorar um pouco mais, o nutricionista pode ajudar os pacientes para que possam manter o controle do peso corporal e, dessa forma, não exista sobrecarga nas articulações e na coluna no momento que iniciar os trabalhos mais dinâmicos. Cada especialidade tem o seu papel na recuperação do paciente e, em caso de dúvidas ou dificuldades, o contato com o médico deve ser imediato”, complementa Lafratta.

 

Fonte: Dr. André Luis Lafratta, ortopedista do Centro Médico do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

PUBLICIDADE