PUBLICIDADE

corpo & fitness

Planos de sa√ļde crescem em linha com recuo do desemprego, aponta IESS

Levantamento do Instituto refor√ßa a import√Ęncia do reaquecimento do mercado de trabalho para o processo de recupera√ß√£o benefici√°rios da sa√ļde suplementar no Pa√≠s
O aumento do total de benefici√°rios de planos m√©dico-hospitalares avan√ßou em linha com a redu√ß√£o do n√≠vel de desemprego no Brasil em junho de 2019. De acordo com a Nota de Acompanhamento de Benefici√°rios (NAB), do Instituto de Estudos de Sa√ļde Suplementar (IESS), foram firmados 108,1 mil novos v√≠nculos com estes planos entre junho deste ano e o mesmo m√™s do ano anterior. No mesmo per√≠odo, o saldo de desempregados apurado pelo IBGE recuou de 12,9 milh√Ķes para 12,8 milh√Ķes. Com o avan√ßo, o setor atende 47,3 milh√Ķes de benefici√°rios.

√Č importante notar que o aumento dos planos coletivos empresariais, que s√£o os que respondem ao emprego com carteira assinada, foi de 237 mil novos contratos entre junho de 2018 e junho de 2019.

“Os n√ļmeros confirmam aquilo que temos apontado, de que o mercado de sa√ļde suplementar guarda uma rela√ß√£o direta com o n√ļmero de empregos formais no Pa√≠s e depende de sua recupera√ß√£o, especialmente nos setores de ind√ļstria, com√©rcio e servi√ßos nos grandes centros urbanos, e nas fronteiras do agroneg√≥cio”, avalia Jos√© Cechin, superintendente executivo do IESS. “Um processo que √© importante para que a popula√ß√£o possa alcan√ßar o sonho de contar com esse benef√≠cio, o 3¬į maior do brasileiro de acordo com pesquisa do Ibope Intelig√™ncia que acaba de ser divulgada”, completa.

O n√ļmero foi impulsionado pela faixa et√°ria de 59 anos ou mais, que cresceu 2,5% em 12 meses, enquanto as outras faixas tiveram retra√ß√£o. No que diz respeito √†s regi√Ķes, novamente, o Centro-Oeste foi a que mais cresceu, apresentando aumento de 2,2% em 12 meses.

No segmento de planos exclusivamente odontol√≥gicos, a NAB registrou 1,3 milh√£o de novos v√≠nculos. Incremento de 5,7%. Com isso, o mercado j√° alcan√ßou a marca de 24,8 milh√Ķes de benefici√°rio na carteira das Operadoras de Planos de Sa√ļde (OPS) deste tipo.

Se o ritmo de contrata√ß√Ķes de planos exclusivamente odontol√≥gicos registrado no √ļltimo trimestre se mantiver at√© o fim do ano, o IESS projeta que o segmento ir√° ultrapassar o total de 25 milh√Ķes de v√≠nculos deste tipo.

Fazer uma proje√ß√£o para o setor de planos m√©dico-hospitalares contudo √© mais dif√≠cil porque, conforme explica Cechin, este j√° √© um mercado mais consolidado no Pa√≠s. “Claro que ainda h√° espa√ßo para crescer, mas esse movimento, como j√° apontamos, est√° vinculado ao ritmo de gera√ß√£o de empregos formais no Pa√≠s. Por outro lado, os planos exclusivamente odontol√≥gicos, at√© pelo volume de benefici√°rios, tem um potencial maior de crescimento, especialmente porque t√™m sido usados como ferramenta para atrair e reter talentos em empresas de pequeno e m√©dio porte no Pa√≠s”, analisa.

PUBLICIDADE