PUBLICIDADE

clipping

Noite de sucesso: Lançamento da Edição nº 3 da Revista Mais Influente Business

Um cenário convidativo para a descontração. O ambiente perfeitamente climatizado, gastronomia impecável, uma carta de drinks reproduzida com maestria por bartenders experientes, música de excelente qualidade e a confraternização amistosa entre os convidados. O lançamento da edição nº3 da Revista Mais Influente Business não poderia ser diferente. Foi impecável!

Na noite desta quarta-feira, o Grupo Liberado Júnior recebeu amigos e personalidades do cenário business para o lançamento da Revista Mais Influente Business, no Santo Cupido Bar, localizado em uma das vias mais badaladas do Bairro Itaim Bibi, localizado na capital paulista. Quem estampa a capa da edição é Claudia Cohn, diretora executiva do Alta Excelência Diagnóstica.  Ela foi eleita uma das 100 personalidades mais influentes da área da saúde no Brasil.

“Me sinto muito honrada e agradecida. Quem tem gratidão na vida segue em frente de outra forma. Sobre a questão de estar entre as 100 mais, eu considero sempre algo passageiro. Ser reconhecida pela Alta Excelência Diagnóstica e a Abramed – na qual eu presido o conselho, é super importante. Cada empresa que me apoia para que eu possa fazer jornadas diversas, e ao mesmo tempo, ter pessoas formando pessoas e a minha responsabilidade junto a questão associativa, só posso dizer, estou no melhor lugar que eu poderia! Também estar na companhia de amigos que reconhecem isso é especial!”, conta Claudia.

“Esta edição fala de startups que fazem a diferença, indicação de livros para executivos e outros assuntos relevantes. E eu, dentro da minha área de atuação, fazer parte disso, é um prazer”, completa.

Empoderamento feminino

Perguntada sobre as diferenças da atuação das mulheres no mercado de trabalho no passado e em dias atuais, Cohn comenta. “Em primeiro lugar, no passado, tínhamos um machismo cultural e o retrato da não capacitação. Cito como exemplo, em uma palestra que a jornalista Ana Paula Padrão fez a um grupo de líderes empresariais mulheres. Ela apontou um slide que mostra que há algumas décadas passadas a mulher tinha 6 filhos por família. Hoje temos 1.5 filhos por família. Vemos que a fecundidade e o controle da natalidade da mulher é muito maior. Em compensação, no mesmo gráfico, Ana mostrou o quanto de conhecimento e escolaridade a mulher tinha na mesma década em que a fecundidade era altíssima e o quanto ela tem hoje”, explica.

“Considero que a mulher, assim como outros gêneros e raças diferentes, criou por si só, com muita luta, uma revolução silenciosa por adquirir conhecimento, uma luta de mudança cultural. Por conta disso, se capacitou mais. Ainda acho que existe um desafio gigante a ser cumprido. Acabei de fazer um curso para Conselho no IBGC. Hoje o número de mulheres nos Conselhos é de quase 4.7%. Tirando algumas empresas de capital aberto e familiares, passa a ser 4%! O número ainda é muito pequeno. Não sei se isso é controverso ou não, mas não acredito em cotas, e sim, em capacitação”, diz.

 - REVISTA MAISJR

Da esquerda para a direita, José Liberado Junior; Claudia Cohn, Murilo Larte Topov e Sérgio Liberado (Crédito: Divulgação) 

IT’S Informov                                                 

Murilo Larte Topocov, diretor executivo da IT’S Informov, esteve presente no lançamento da revista. Ele conversou conosco sobre um sistema revolucionário de construção civil – O Turnkey, que transforma grandes edificações em tempo recorde de entrega.

“Um dos projetos top que nós temos e que virou case foi o retrofit de um edifício inteiro que tem 50 anos. Hoje o local abriga a sede do Ifood. Fizemos toda a transformação do local, que tem 12 mil m² em 84 dias. Mantivemos os aspectos estruturais e a cara retrô, mas ao mesmo tempo, com um toque moderno, gerando comodidade a todo o público. Com este trabalho, ganhamos reconhecimento internacional – o America Property Awards. Já é o terceiro ano consecutivo que trazemos o prêmio para o Brasil”, completa.

Inovação

Sobre os espaços físicos de uma empresa, Murilo explica que é preciso entender como ela funciona, fazer dinâmicas com diversos setores, e então, identificar a cultura, como os funcionários estão distribuídos, como querem interagir – desta forma, o planejamento da mesma é feito como se fosse uma cidade. Dentre os destaques, ele explica que os locais podem ser divididos em áreas mais formais, menos, com maior ou menor privacidade, onde o colaborador pode levantar e escrever em uma parede para passar conhecimento para outros funcionários, ou até auditórios mais formais, ideais para receberem clientes. “Falamos de bairros dentro do próprio escritório”, explica.

“Além de aplicarmos este conceito em nossos projetos, o nosso escritório também segue este preceito. Também temos uma área de descontração, que chamamos de descompressão, um local flexível e de grande aceitação. As pessoas tomam café, fazem happy hour – temos até uma banda dentro do escritório, por exemplo e grupos que meditam. O local abriga uma sacada aberta onde fizemos uma hamburgada para clientes e colaboradores. Há também um espaço muito interessante que é o Wellness Room, relacionado ao bem-estar. Todas as sextas-feiras temos uma massagista que faz quick massage em nossos funcionários. Cada área desta tem um acabamento, um material, um forro, um carpete e uma tecnologia para mostrarmos aos clientes que nos visitam”, finaliza.

Confira a cobertura em fotos e vídeos do lançamento da revista em nosso Instagram clicando na ABA Edição 3.

www.instagram.com/maisinfluenterevista