PUBLICIDADE

1.0 - RADARmundo

Nobel de Química premia técnica que permitiu visualizar estruturas do vírus da zika

 

O Nobel de Qu√≠mica de 2017 foi para o trio Jacques Dubochet (su√≠√ßo) Joachim Frank (alem√£o) e Richard Henderson (escoc√™s) por uma s√©rie de melhorias em dispositivo que revolucionou a observa√ß√£o de biomol√©culas. O pr√™mio foi anunciado nesta quarta-feira (4) na Su√©cia. Os tr√™s cientistas v√£o dividir 9 milh√Ķes de coroas suecas (aproximadamente 3,5 milh√Ķes de reais).

A partir das inova√ß√Ķes desenvolvidas pelos laureados, o crio-microsc√≥pio eletr√īnico passou a observar a estrutura de biomol√©culas em meio aquoso. Ainda, as imagens dispon√≠veis s√£o em alta resolu√ß√£o; ou melhor, a resolu√ß√£o √© at√īmica.

Na pr√°tica, os cientistas podem congelar biomol√©culas e observar processos qu√≠micos n√£o antes vis√≠veis — para se ter uma ideia, os primeiros microsc√≥pios eletr√īnicos, por exemplo, “matavam” a mat√©ria org√Ęnica porque o feixe de el√©trons necess√°rio para a observa√ß√£o era extremamente forte. Agora, al√©m da observa√ß√£o de mol√©culas vivas, os processos pelos quais elas passam podem ser observados e, portanto, compreendidos.

“Agora, podemos ver os detalhes de todos os pontos de nossas c√©lulas, podemos observar cada gota de nossos fluidos corporais. N√≥s podemos entender como s√£o constru√≠dos, como agem e como trabalham juntos. Estamos presenciando uma revolu√ß√£o na bioqu√≠mica”, diz Sara Snogerup Linse, membro do Comit√™ Nobel.

A tecnologia atingiu seu auge em 2013 e permitiu, dentre outras inova√ß√Ķes, a visualiza√ß√£o de estruturas presentes na superf√≠cie do v√≠rus da zika que n√£o seriam vis√≠veis com dispositivos convencionais. Conhecer a estrutura do v√≠rus √© essencial para o desenvolvimento de tratamentos: eles podem ter essas estruturas observadas como “alvo” para que o v√≠rus seja combatido, por exemplo.

Uma outra aplica√ß√£o foi a observa√ß√£o molecular do fen√īmeno da resist√™ncia bacteriana, quando bact√©rias n√£o mais respondem aos antibi√≥ticos dispon√≠veis. Os cientistas puderam observar por quais vias moleculares o fen√īmeno ocorre e o que pode ser feito para que ele seja evitado.

O Nobel de Química é o terceiro apresentado neste ano. Na terça-feira (3), Rainer Weiss, alemão naturalizado americano e Barry Barish e Kip S.Thorne, cientistas nascidos nos Estados Unidos, levaram o Nobel de Física pela observação de ondas gravitacionais previstas por Albert Einstein há mais de 100 anos.

Na segunda-feira (2), foi a vez do Nobel de Medicina, em que os norte-americanos Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young levaram o prêmio por suas descobertas no ritmo circadiano, o relógio biológico interno dos seres vivos.

Na quinta-feira (5), ser√° anunciado o Nobel de Literatura; e, na sexta (6), o da Paz. O de Economia ser√° anunciado na segunda-feira (9).

 

Foto: Reprodução

Fonte: G1

PUBLICIDADE