PUBLICIDADE

1.0 - RADAReconomia

Juros de cartão de crédito e cheque especial continuam altos

Mesmo com a decisão do governo de revisar as normas para o rotativo do cartão de crédito, os juros dessa modalidade continuam acima de 300% ao ano. O mesmo ocorre quando são as analisadas as taxas do cheque especial.
Dados do Banco Central (BC) mostram que em janeiro a taxa média cobrada no cheque especial somou 324,7% ao ano, com alta de 1,7 ponto percentual em relação ao patamar de dezembro do ano passado (323% ao ano).
Ao mesmo tempo, os juros médios das operações com cartão de crédito totalizaram 327,9% ao ano em janeiro deste ano, com queda de 334,6% ao ano no final de 2017.A autoridade monetária ainda apontou que os juros médios nas operações de crédito com recursos livres  registraram aumento, quando chegaram 41,1% ao ano.
Em dezembro do ano passado, estavam em 40,3% ao ano. A alta foi de 0,8 ponto percentual. Para piorar, a taxa média das operações com pessoas físicas subiu para 55,8% ao ano, contra 55,1% ao ano em dezembro de 2017.
A elevação das taxas médias cobradas por bancos e financeiras ocorre apesar do recuo da queda da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 6,75% a ao ano. Um dos fatores que pode explicar esse movimento é a alta da inadimplência, que passou de 4,9% para 5% para a pessoa física.
Fonte: Correio Braziliense
Foto: Getty Images
PUBLICIDADE