PUBLICIDADE

mundo

Inglaterra exigirá prova de vacinação para casas noturnas

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou nesta segunda-feira (19) que todas as casas noturnas inglesas e outros estabelecimentos com grandes p√ļblicos exigir√£o que clientes apresentem prova de vacina√ß√£o completa a partir do fim de setembro.

Os baladeiros se reuniram nesta segunda-feira para os primeiros eventos de m√ļsica ao vivo sem restri√ß√Ķes desde o come√ßo da pandemia da covid-19. O governo reabriu boates e retirou quase todas as medidas contra o coronav√≠rus na Inglaterra, apostando que a vacina√ß√£o em massa evitar√° uma nova onda letal da covid-19.

Mas horas depois, Johnson anunciou que pessoas que n√£o estiverem totalmente vacinadas, incluindo aquelas que n√£o receberam as duas doses, seriam barradas nas casas noturnas.

A decisão acontece após grandes surtos relacionados a casas noturnas em outros países, como Holanda e Israel, onde as autoridades foram forçadas a fechá-las novamente.

‚ÄúPosso alertar agora que, at√© o fim de setembro, quando todos com mais de 18 anos tiverem a chance de receber as duas doses, estamos planejando tornar a vacina√ß√£o completa uma condi√ß√£o para entrar em casas noturnas e outros estabelecimentos com reuni√£o de grande p√ļblico‚ÄĚ, disse Johnson, em entrevista coletiva.

‚ÄúProva de um teste negativo n√£o ser√° mais suficiente‚ÄĚ.

Kate Nicholls, executiva-chefe da associa√ß√£o comercial UKHospitality, disse que o an√ļncio √© um ‚Äúduro golpe‚ÄĚ para uma ind√ļstria em dificuldades. Ela afirmou que a decis√£o representa o risco de criar pontos de conflitos entre funcion√°rios e clientes.

‚ÄúAinda semana passada o governo pediu que trabalh√°ssemos com eles de maneira volunt√°ria, ent√£o essa nova pol√≠tica √© devastadora‚ÄĚ, disse.

O principal conselheiro cient√≠fico do Reino Unido, Patrick Vallance afirmou que casas noturnas e outros locais fechados podem ser ‚Äúeventos potencialmente superdisseminadores‚ÄĚ por causa do contato pr√≥ximo entre a multid√£o.

‚ÄúEu prevejo que, com a abertura das casas noturnas, continuaremos a ver um aumento em casos, e tamb√©m vamos ver surtos relacionados a espec√≠ficas casas noturnas‚ÄĚ, disse.

Johnson afirmou que o governo n√£o planeja uma exig√™ncia similar para pubs. ‚ÄúEu certamente n√£o quero ver passaportes (de vacina) para pubs‚ÄĚ, disse.

*Com informa√ß√Ķes da Reuters

PUBLICIDADE