PUBLICIDADE

mundo

FBI faz buscas no apartamento de Giuliani, ex-advogado de Trump, e apreende equipamentos eletrônicos

Em mais um passo na investigação sobre a atuação de Rudy Giuliani na Ucrânia, os investigadores do FBI fizeram buscas no apartamento e no escritório do ex-advogado de Donald Trump e ex-prefeito de Nova Iorque.

De acordo com o The New York Times, que cita fontes anônimas, foram apreendidos “dispositivos eletrônicos” durante as buscas. Os promotores do FBI não confirmaram as informações.

Robert Costello, advogado de Giuliani, qualificou a ação dos investigadores de uma espécie de “banditismo legal”. Os promotores federais investigam há meses as atividades de lobby de Giuliani na Ucrânia e a possibilidade de atuação junto à administração Trump em 2019, de acordo com vários meios de comunicação.

Giuliani ainda não é formalmente acusado, mas ele esteve no centro do escândalo que abalou a presidência de Trump em 2019.

As tentativas do ex-prefeito de Nova York de convencer Kiev a entregar informações comprometedoras sobre Joe Biden vieram à tona e levaram à abertura de um processo de impeachment contra Trump.

Dois homens que trabalharam para Giuliani na Ucrânia, Lev Parnas e Igor Fruman, foram indiciados em Nova York no final de 2019 por acusações de violação das leis financeiras de campanha. Espera-se que o julgamento dos dois tenha início em outubro.

Esta não é a primeira vez que um advogado de Trump é investigado pelo FBI. Michael Cohen foi acusado de evasão fiscal e violação das leis financeiras eleitorais. Ele se declarou culpado e foi condenado a três anos de prisão no final de 2018.

(Com informações da AFP)

PUBLICIDADE