PUBLICIDADE

mundo

Ex-casa de Freddie Mercury em Londres está à venda por R$ 188 milhões

Pela primeira vez desde 1991, a antiga residência londrina do vocalista do Queen, Freddie Mercury, está à venda por US$ 38 milhões (ou R$ 188 milhões, na cotação atual).

O cantor, cujo nome de nascimento era Farrokh Bulsara, comprou a casa na década de 1980 e viveu lá até sua morte em 1991. Ele amava o imóvel por sua estatura e localização.

A propriedade de estilo neo-georgiano, chamada Garden Lodge, fica no exclusivo bairro de Kensington, em Londres. Mercury considerava a casa um santuário e uma fuga do agitado estilo de vida de estrela do rock. Após comprá-la, ele contratou o arquiteto de interiores e designer Robin Moore Ede para fazer a renovação e dar vida à sua visão. Era ali que ele exibia sua coleção global de objetos e arte, adquiridos ao redor do mundo.

Garden Lodge foi deixada para sua amiga e ex-noiva, Mary Austin, que preservou a casa exatamente como Mercury a deixou desde que faleceu, segundo a Knight Frank. A casa é essencialmente uma cápsula do tempo da época em que o músico viveu lá, pois grande parte dos interiores permanece igual.

Embora Mercury não tenha construído a casa (quem fez isto foi Ernest Marshall, em 1907), ele ajudou a projetar o que a propriedade é hoje. A ideia do artista era criar uma casa de campo no centro de Londres – e é seguro dizer que ele conseguiu exatamente isso.

Ao todo, são oito quartos, uma grande sala de estar com pé direito duplo e uma sala de jantar formal pintada de amarelo açafrão – que, segundo relatos, era a cor favorita do cantor. Em certo momento, a sala de estar abrigava o piano que Mercury usou para compor sua obra-prima “Bohemian Rhapsody”. Este mesmo piano não está incluído na venda, já que foi leiloado por US$ 2,1 milhões no ano passado.

Mercury também ajudou a projetar os jardins, que reúnem árvores de magnólia, fontes de água de estilo japonês e outros belos topiários – uma raridade não apenas em Kensington, mas em Londres. A lenda do rock, conhecida por seu estilo eclético e gosto ousado, também tinha vários lugares dentro de casa para entretenimento. Isso inclui o bar e centro musical, que tem vista para o jardim. Sem contar na sala de estar no estilo japonês e uma sala de recepção formal. No andar de cima, a suíte principal possui um impressionante closet onde Mercury guardava seus figurinos e roupas de palco.

“Esta casa tem sido a caixa de memórias mais gloriosa, porque tem tanto amor e carinho em cada cômodo”, disse Mary Austin em um comunicado à imprensa. “Foi uma alegria viver aqui e tenho muitas memórias maravilhosas. Agora que está vazia, sou transportada de volta para a primeira vez que a vimos.”

No ano passado, Austin leiloou US$ 50,4 milhões em bens do músico que herdou. O leilão da Sotheby’s, chamado “Freddie Mercury: Um Mundo Próprio”, foi uma visão inédita da vida pessoal e profissional do músico. Outros itens notáveis, além do piano, incluíam um pente de bigode de prata da Tiffany que foi vendido por US$ 192.500.

“A venda da Garden Lodge apresenta uma oportunidade única na vida de possuir uma propriedade significativa, combinada com um pedaço da história cultural, a amada casa de um ícone”, diz Paddy Dring, chefe global de vendas de alto padrão e co-chefe do escritório particular da Knight Frank. “Tendo sido cuidadosamente preservada com amor e respeito ao longo das últimas três décadas, esperamos que a excepcional procedência da propriedade seja incrivelmente atraente para compradores em todo o mundo.”

Por Forbes