PUBLICIDADE

mundo

Conferência da ONU chega a acordo para evitar catástrofe climática

A conferência climática da ONU na Escócia terminou com um acordo global que busca pelo menos manter viva a esperança de limitar o aquecimento global em 1,5 grau Celsius e, portanto, manter uma chance realista de salvar o mundo das catastróficas mudanças climáticas.

Alok Sharma, presidente da confer√™ncia, bateu o martelo para sinalizar que n√£o houve obje√ß√Ķes decisivas das quase 200 delega√ß√Ķes nacionais presentes em¬†Glasgow, que v√£o desde superpot√™ncia alimentadas a carv√£o e g√°s a produtores de petr√≥leo e ilhas do Pac√≠fico que est√£o sendo engolidas pela eleva√ß√£o do n√≠vel do mar.

Um acordo revisado foi aprovado depois de uma mudan√ßa de √ļltima hora no texto em rela√ß√£o a carv√£o, que provocou reclama√ß√Ķes de pa√≠ses vulner√°veis quer queriam um comunicado mais definitivo sobre subs√≠dios a combust√≠veis f√≥sseis.

O acordo √© o resultado de duas semanas de negocia√ß√Ķes tortuosas em Glasgow, que foram estendidas por um dia para equilibrar as demandas de na√ß√Ķes vulner√°veis ao clima, grandes pot√™ncias industriais e pa√≠ses em que o consumo ou exporta√ß√£o de combust√≠veis f√≥sseis √© vital para o desenvolvimento econ√īmico.

‚ÄúPor favor, n√£o se pergunte o que mais voc√™ pode querer, mas se pergunte o que √© o suficiente‚ÄĚ, disse Sharma aos delegados nas horas finais.

‚ÄúE ainda mais importante ‚Äď por favor, perguntem-se se, no fim das contas, esses textos funcionam para todas as pessoas e para nosso planeta‚ÄĚ.

Um rascunho de acordo que circulou no come√ßo de s√°bado na pr√°tica reconheceu que os compromissos feitos at√© agora para cortar as emiss√Ķes de gases do efeito estufa que est√£o aquecendo o planeta n√£o est√£o nem perto do suficiente e pediu que as na√ß√Ķes fa√ßam promessas mais duras em rela√ß√£o ao clima ano que vem, em vez de a cada cinco anos, como atualmente s√£o obrigadas a fazer.

Cientistas dizem que um aquecimento acima de 1,5 grau Celsius geraria um crescimento extremo do nível do mar e catástrofes como secas, tempestades e incêndios muito piores do que as que o mundo está sofrendo neste momento.

Mas, at√© agora, as promessas dos pa√≠ses para cortar emiss√Ķes de gases do efeito estufa ‚Äď principalmente di√≥xido de carbono da queima de carv√£o, √≥leo e g√°s ‚Äď limitariam o crescimento da temperatura global m√©dia em 2,4 graus Celsius.

No entanto, o rascunho deste s√°bado, publicado pela ONU, cobrou esfor√ßos para reduzir o uso de carv√£o e os enormes subs√≠dios que governos ao redor do mundo d√£o a petr√≥leo, carv√£o e g√°s que alimentam f√°bricas e aquecem casas ‚Äď o que nunca foi acordado em nenhuma outra confer√™ncia do clima.

A √ćndia, cujas demandas de energia s√£o muito dependentes do carv√£o, fez obje√ß√Ķes de √ļltima hora a essa parte do acordo.

PUBLICIDADE