PUBLICIDADE

mundo

Na pr√≥xima segunda, Madri e Barcelona poder√£o reabrir terra√ßos, hot√©is e museus 

Com restri√ß√Ķes de capaci¬≠dade rig¬≠orosas, Madri e Barcelona poder√£o reabrir ter¬≠ra√ßos de bares, museus e hot√©is, como j√° havia feito metade do pa√≠s h√° duas sem¬≠anas, anun¬≠ciou o gov¬≠er¬≠no espan¬≠hol.

Cer¬≠ca de 22 mil¬≠h√Ķes de espan¬≠h√≥is tam¬≠b√©m ser√£o ben¬≠e¬≠fi¬≠ci¬≠a¬≠dos com a reaber¬≠tu¬≠ra, em suas respec¬≠ti¬≠vas prov√≠n¬≠cias, de pra¬≠ias, pisci¬≠nas e at√© teatros.

Em todos os casos, a reaber¬≠tu¬≠ra ser√° fei¬≠ta com restri√ß√Ķes de capaci¬≠dade para con¬≠tin¬≠uar o con¬≠t¬≠role da pan¬≠demia do novo coro¬≠n¬≠av√≠rus, que cau¬≠sou at√© o momen¬≠to por vol¬≠ta de 28.000 mortes na Espan¬≠ha.

Após um con­sel­ho de min­istros extra­ordinário, o Exec­u­ti­vo anun­ciou a trans­fer­ên­cia de Madri e Barcelona, as duas maiores cidades do país, para a chama­da Fase 1, duas sem­anas depois de metade da Espan­ha. Ambas as áreas foram as mais cas­ti­gadas pela epi­demia no país.

Graças à Fase 1, bares e restau­rantes poderão reabrir seus ter­raços ao ar livre, des­de que ten­ham uma ocu­pação lim­i­ta­da de 50% das mesas, nas quais até dez pes­soas poderão se reunir.

Museus tam¬≠b√©m poder√£o reabrir ‚ÄĒ com capaci¬≠dade reduzi¬≠da a um ter√ßo ‚ÄĒ e hot√©is, emb¬≠o¬≠ra as √°reas comuns dos mes¬≠mos, como pisci¬≠nas, acad¬≠e¬≠mias e sal√Ķes de jogos ain¬≠da per¬≠mane√ßam fechadas para pre¬≠venir riscos de con¬≠t√°¬≠gio.

Nes­ta sem­ana, tan­to em Madri quan­to em Barcelona, alguns pequenos comér­cios começaram a reabrir. Com a fase 1, a expec­ta­ti­va é de aumen­to nesse movi­men­to, já que poderão voltar a fun­cionar locais de até 400 m², com 30% da capaci­dade.

Habi¬≠tantes de ambas as cidades poder√£o se deslo¬≠car para munic√≠¬≠pios pr√≥x¬≠i¬≠mos, emb¬≠o¬≠ra ‚Äúno momen¬≠to n√£o este¬≠ja per¬≠mi¬≠ti¬≠da a cir¬≠cu¬≠la√ß√£o entre prov√≠n¬≠cias‚ÄĚ, esclare¬≠ceu o min¬≠istro da Sa√ļde, Sal¬≠vador Illa, em cole¬≠ti¬≠va de impren¬≠sa.

Out¬≠ras regi√Ķes do pa√≠s, como as ilhas de Mal¬≠lor¬≠ca, Ibiza, Tener¬≠ife e Gran Canaria, avan√ßaram para a Fase 2, o que sig¬≠nifi¬≠ca que reabrir√£o pisci¬≠nas (com turnos esta¬≠b¬≠ele¬≠ci¬≠dos e ocu¬≠pa√ß√£o m√°x¬≠i¬≠ma de 30%), assim como as pra¬≠ias, man¬≠ten¬≠do uma dis¬≠t√Ęn¬≠cia de pelo menos dois met¬≠ros entre pes¬≠soas, ou gru¬≠pos.

A fase 2 inclui a reaber­tu­ra de cin­e­mas, teatros e auditórios, assim como de áreas comuns de hotéis, todos com um terço da capaci­dade.

Da mes¬≠ma for¬≠ma, cen¬≠tros com¬≠er¬≠ci¬≠ais poder√£o reabrir, com 40% do p√ļbli¬≠co.

Como parte do dis­pos­i­ti­vo con­tra o coro­n­avírus, a Espan­ha está em esta­do de emergên­cia pelo menos até 6 de jun­ho.

‚ÄúAin¬≠da res¬≠ta uma peque¬≠na parte, e pre¬≠cisamos ter dis¬≠ci¬≠plina social‚ÄĚ, afir¬≠mou a por¬≠ta-voz do gov¬≠er¬≠no, Mar√≠a Jes√ļs Mon¬≠tero.

Des¬≠de quin¬≠ta-feira (21), foi declar¬≠a¬≠do obri¬≠gat√≥rio o uso de m√°s¬≠cara em espa√ßos aber¬≠tos e fecha¬≠dos, incluin¬≠do as lojas, sem¬≠pre que n√£o for pos¬≠s√≠v¬≠el garan¬≠tir a dis¬≠t√Ęn¬≠cia de segu¬≠ran√ßa de dois met¬≠ros.

avl/pmr/jz/aa/tt Por: AFP

PUBLICIDADE