PUBLICIDADE

economia

Economia do país, entenda os indicadores como o PIB

Voc√™ j√° deve ter vis¬≠to a sigla PIB em v√°rios lugares: TV, jor¬≠nais, r√°dio ou at√© em con¬≠ver¬≠sas para¬≠le¬≠las por ai. E n√£o √© por aca¬≠so n√£o, o chama¬≠do Pro¬≠du¬≠to Inter¬≠no Bruno retra¬≠ta a econo¬≠mia do pa√≠s, ou seja, rep¬≠re¬≠sen¬≠ta o desem¬≠pen¬≠ho econ√īmi¬≠co de um pa√≠s, durante o per√≠o¬≠do de um ano.

O indi¬≠cador √© a soma anu¬≠al de todas as ativi¬≠dades pro¬≠du¬≠ti¬≠vas ‚Äď bens e servi√ßos ‚Äď real¬≠izadas den¬≠tro do pa√≠s, sendo assim, n√£o depende da nacional¬≠i¬≠dade das empre¬≠sas e tam¬≠b√©m das remes¬≠sas de lucros feitas por elas ao exte¬≠ri¬≠or.

Porém, não são con­tabi­lizadas as ren­das obti­das em ativi­dades exter­nas por empre­sas que atu­am fora das fron­teiras brasileiras, nem as ren­das e salários de pes­soas que tra­bal­ham no exte­ri­or.

Para enten­der mel­hor, a taxa pos­i­ti­va do PIB indi­ca que a econo­mia está em cresci­men­to, mes­mo que nem sem­pre é o sufi­ciente para ger­ar emprego de fato e ele­var a ren­da média da pop­u­lação.

J√° a taxa pr√≥x¬≠i¬≠ma de zero, como ocor¬≠reu no Brasil em 2003 (0,5%), rev¬≠ela uma situ¬≠a√ß√£o de estag¬≠na√ß√£o econ√īmi¬≠ca ‚Äď o que pode acon¬≠te¬≠cer com a econo¬≠mia glob¬≠al por con¬≠ta da pan¬≠demia. Abaixo de zero √© um indi¬≠cador de recess√£o.

Durante o s√©cu¬≠lo 20, o cresci¬≠men¬≠to do PIB brasileiro foi pos¬≠i¬≠ti¬≠vo e s√≥ esteve abaixo do apre¬≠sen¬≠ta¬≠do pelo Jap√£o. A par¬≠tir das duas √ļlti¬≠mas d√©cadas do s√©cu¬≠lo 20, o pa√≠s perdeu essa posi√ß√£o.

Hoje a econo¬≠mia brasileira sofre com todos os des¬≠do¬≠bra¬≠men¬≠tos cau¬≠sa¬≠dos pelo novo coro¬≠n¬≠av√≠rus, na √ļlti¬≠ma segun¬≠da (25), o relat√≥rio ‚ÄėFocus‚Äô foi divul¬≠ga¬≠do pelo Ban¬≠co Cen¬≠tral (BC) e indicam novas pro¬≠je√ß√Ķes para o PIB de 2020: a expec¬≠ta¬≠ti¬≠va de redu√ß√£o pas¬≠sou de 5,12% para 5,89%.

Alguns dias depois, o Ipea reduz­iu pre­visão de expan­são do PIB agropecuário do Brasil em 2020 para 2,4%. De acor­do com o estu­do, a que­bra da safra de soja teve mais peso no resul­ta­do do que a pan­demia do novo coro­n­avírus. Antes, a esti­ma­va de março era de um avanço de 3,8%.

Pela metodolo¬≠gia do IBGE, a agropecu√°ria √© respon¬≠s√°v¬≠el por quase 5% do resul¬≠ta¬≠do total do PIB brasileiro. Em 2019, o setor movi¬≠men¬≠tou R$ 322 bil¬≠h√Ķes de um total de R$ 7,3 tril¬≠h√Ķes.

Al√©m dis¬≠so, con¬≠fi¬≠ra na gale¬≠ria aci¬≠ma mais infor¬≠ma√ß√Ķes sobre o PIB e como isso afe¬≠ta a sua vida.

Por: Pipeify

PUBLICIDADE