PUBLICIDADE

mundo

Voo com brasileiros que saíram de Gaza deixa o Egito; previsão é de chegada ao Brasil hoje à noite

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com 32 brasileiros, que conseguiram deixar a Faixa de Gaza, decolou do aeroporto do Cairo, no Egito, na manhã desta segunda-feira (13). A previsão é que o voo tenha três paradas técnicas, mas pouse em Brasília por volta das 23h30.

Esse é o décimo voo feito pela FAB para trazer brasileiros que estavam em Israel. Antes de pousar na capital federal, a aeronave passará por Roma, na Itália, em Las Palmas, na Espanha, e na Base Aérea do Recife (BARF).

Inicialmente, o grupo de brasileiros resgatados tinha 34 pessoas. Por√©m, uma mulher de 50 anos e sua filha, de 12, desistiram de vir ao Brasil por ‚Äúmotivos pessoais‚ÄĚ.

O embaixador brasileiro na Palestina, Alessandro Candeas, destacou que o Itamaraty ainda busca retirar outro grupo de Gaza, que conta com cerca de 50 pessoas. Entre elas está um bebê brasileiro, que é filho de uma palestina que mora no Brasil, mas estava passeando em Gaza quando a guerra começou.

O palestino-brasileiro Hasan Rabee, um dos que est√° no voo de volta ao Brasil, afirma que deixou muitos parentes em Gaza e que agora vai lutar para poder tir√°-los de l√°. ‚ÄúQuero trazer minha fam√≠lia ao Brasil. N√£o h√° outro plano‚ÄĚ, disse ele, em entrevista ao¬†site UOL.

Nomes em lista

Os brasileiros tiveram de enfrentar longos dias de espera até terem seus nomes incluídos na oitava lista de estrangeiros que foram autorizados a deixar a Faixa de Gaza. Foram semanas de tratativas do governo brasileiro com as autoridades israelenses e egípcias para obter a liberação.

Na √ļltima quinta-feira (9), o ministro das Rela√ß√Ķes Exteriores, Mauro Vieira, ligou para o chanceler de Israel, Eli Cohen. Na conversa, o ministro israelense garantiu que os brasileiros seriam inclu√≠dos na oitava lista de estrangeiros autorizados a deixar Gaza, o que, de fato, aconteceu.

Inicialmente, ela autorizava a saída de 33 brasileiros, deixando de fora Jamila Ewaida, avó de Shahed al-Banna, uma jovem de 18 anos que foi autorizada a deixar Gaza. Porém, o Itamaraty fez tratativas para reverter a situação e o nome da idosa foi incluído, totalizando 34.

Porém, na hora do embarque ao Brasil, duas brasileiras desistiram e permaneceram em solo egípcio. assim, o total de repatriados é de 32.

Após chegarem ao Brasil, os brasileiros receberão abrigo, alimentação e documentos. Um desses locais ficaria no interior de São Paulo, onde cada família terá seu espaço separado.