PUBLICIDADE

mundo

Porto de Beirute volta a ter grande incêndio

Um grande inc√™n¬≠dio atinge nes¬≠ta quin¬≠ta-feira (10) o por¬≠to de Beirute, no L√≠bano. O fogo est√° con¬≠cen¬≠tra¬≠do em uma √°rea j√° destru√≠¬≠da pelas explos√Ķes do dia 4 de agos¬≠to e diver¬≠sas equipes do cor¬≠po de bombeiros est√£o ten¬≠tan¬≠do con¬≠tro¬≠lar as chamas.

Nas ima¬≠gens divul¬≠gadas nas redes soci¬≠ais, √© pos¬≠s√≠v¬≠el ver uma enorme col¬≠u¬≠na de fuma√ßa pre¬≠ta subindo em estru¬≠turas que desabaram no in√≠¬≠cio de agos¬≠to. Segun¬≠do as primeiras infor¬≠ma√ß√Ķes, os galp√Ķes atingi¬≠dos armazenavam pneus e √≥leo para motores.

As explos√Ķes do dia 4 de agos¬≠to na cap¬≠i¬≠tal libane¬≠sa destru√≠ram uma enorme √°rea pr√≥x¬≠i¬≠ma ao por¬≠to e deixaram cer¬≠ca de 200 mor¬≠tos e sete mil feri¬≠dos. Al√©m dis¬≠so, todos os pr√©¬≠dios e resid√™n¬≠cias pr√≥x¬≠i¬≠mas ao local ficaram com¬≠ple¬≠ta¬≠mente destru√≠¬≠dos com o impacto do desas¬≠tre.

Al√©m do inc√™n¬≠dio, naque¬≠le dia, o armazena¬≠men¬≠to incor¬≠re¬≠to de 2.750 toneladas de nitra¬≠to de am√īnio poten¬≠cial¬≠i¬≠zou as explos√Ķes, cau¬≠san¬≠do danos na casa dos US$ 15 bil¬≠h√Ķes. O por¬≠to de Beirute era o prin¬≠ci¬≠pal do pa√≠s e a por¬≠ta de entra¬≠da de cer¬≠ca de 70% dos ali¬≠men¬≠tos que chegavam ao L√≠bano. (ANSA).

PUBLICIDADE