PUBLICIDADE

brasil

Manifestantes no Rio pedem resposta sobre desaparecimento no Amazonas

Parentes, amigos e manifestantes se concentraram no posto 6 da Praia de Copacabana, zona sul do Rio, para pedir respostas sobre o desaparecimento do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, h√° uma semana.

Eles desapareceram na regi√£o da reserva ind√≠gena do Vale do Javari, a segunda maior do pa√≠s, com mais de 8,5 milh√Ķes de hectares.¬†Os manifestantes vestiam camiseta branca com uma foto dos dois e a pergunta: Onde est√£o Dom Phillips e Bruno Pereira?

A manifestação começou pouco depois das 9h, no posto 6, lugar onde Dom costumava praticar stand-up paddle, e por volta das 10h houve uma caminhada até o posto 5, onde permaneceram por cerca de uma hora.

Dom Phillips, colaborador do jornal brit√Ęnico¬†The Guardian, e Bruno Pereira, servidor licenciado da Funda√ß√£o Nacional do √ćndio (Funai), foram vistos, pela √ļltima vez, na manh√£ de domingo (5). Os dois sa√≠ram da comunidade ribeirinha de S√£o Rafael em dire√ß√£o √† cidade de Atalaia do Norte (AM), quando sumiram sem deixar vest√≠gios.

Bruno Pereira, que √© atualmente colaborador da Uni√£o das Organiza√ß√Ķes Ind√≠genas do Vale do Javari (Univaja), j√° havia denunciado amea√ßas que vinha sofrendo.

Neste domingo (12) a Pol√≠cia Federal do Amazonas informou ter encontrado durante as buscas objetos que pertencem ao indigenista Bruno Ara√ļjo e ao jornalista brit√Ęnico Dom Phillips,¬†desaparecidos na regi√£o do Vale do Javari (AM).¬†De acordo com o √≥rg√£o, os itens identificados s√£o: cart√£o de sa√ļde, cal√ßa, chinelos, botas e uma mochila.

‚ÄúNa regi√£o onde se concentraram as buscas foram encontrados objetos pessoais pertencentes aos desaparecidos, sendo 1 (um) cart√£o de sa√ļde em nome do Sr. Bruno Pereira, 1 (um) cal√ßa preta pertencente ao Sr. Bruno Pereira, 1 (um) chinelo preto pertencente ao Sr. Bruno Pereira, 1 (um) par de botas pertencente ao Sr. Bruno Pereira, 1 (um) par de botas pertencente ao Sr. Dom Phillips e 1 (uma) mochila pertencente ao Sr. Dom Phillips contendo roupas pessoais‚ÄĚ, diz o √≥rg√£o em nota.

Na √ļltima sexta-feira (10), a Pol√≠cia Federal (PF) no Amazonas, que est√° √† frente das for√ßas de seguran√ßa na Opera√ß√£o Javari, informou que equipes de busca encontraram¬†material org√Ęnico, ‚Äúaparentemente humano‚ÄĚ, em uma √°rea pr√≥xima ao porto de Atalaia do Norte. N√£o h√° informa√ß√£o ainda se a amostra recolhida tem alguma rela√ß√£o com o desaparecimento de Dom Phillips e de Bruno Pereira.

O Instituto Nacional de Criminal√≠stica da Pol√≠cia Federal √© quem vai realizar a an√°lise pericial do material recolhido, como tamb√©m far√° a per√≠cia em vest√≠gios de sangue encontrados na embarca√ß√£o de Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como ‚ÄúPelado‚ÄĚ.

Ele é suspeito de envolvimento no caso e teve a prisão temporária por 30 dias decretada na noite de quinta-feira (9) pela juíza plantonista Jacinta Santos, durante a audiência de custódia de Oliveira, na Comarca de Atalaia do Norte (AM). O processo segue em segredo de justiça.

Além dessas perícias, serão analisados materiais genéticos coletados por investigadores de referência de Dom Phillips, em Salvador, e de Bruno Pereira, no Recife. Estas amostras serão utilizadas na análise comparativa com o sangue encontrado na embarcação.

As buscas na regi√£o est√£o sendo feitas com apoio da¬†Marinha, que enviou ao local uma equipe de Busca e Salvamento (SAR) da Capitania Fluvial de Tabatinga, com lancha,¬†helic√≥ptero, embarca√ß√Ķes e uma moto aqu√°tica. Tamb√©m h√° apoio da Funai.

Edição: Kelly Oliveira