PUBLICIDADE

economia

Infla√ß√£o pelo IPC‚ÄĎS fica em 0,49% em julho, mas √© de 1,04 no ano

O √ćndice de Pre√ßos ao Con¬≠sum¬≠i¬≠dor Sem¬≠anal (IPC‚ÄĎS) reg¬≠istrou infla√ß√£o de 0,49% em jul¬≠ho em todo o pa√≠s. A taxa √© supe¬≠ri¬≠or ao 0,36% de jun¬≠ho, segun¬≠do dados divul¬≠ga¬≠dos hoje (3) pela Fun¬≠da√ß√£o Getulio Var¬≠gas (FGV). Com isso, o IPC‚ÄĎS acu¬≠mu¬≠la infla√ß√£o de 1,04% no ano e de 2,40% em 12 meses.

Os maiores √≠ndices de infla√ß√£o ficaram com trans¬≠portes (1,22%), habita√ß√£o (0,79%) e sa√ļde e cuida¬≠dos pes¬≠soais (0,58%). Out¬≠ros gru¬≠pos com aumen¬≠to de pre√ßos foram comu¬≠ni¬≠ca√ß√£o (0,54%), despe¬≠sas diver¬≠sas (0,22%) e ali¬≠men¬≠ta√ß√£o (0,13%).

Ao mes­mo tem­po, dois gru­pos tiver­am deflação (que­da de preços) em jul­ho: edu­cação, leitu­ra e recreação (-0,60%) e ves­tuário (-0,45%).

O IPC‚ÄĎS √© cal¬≠cu¬≠la¬≠do com base em pre√ßos cole¬≠ta¬≠dos em sete cap¬≠i¬≠tais: S√£o Paulo, Rio de Janeiro, Belo Hor¬≠i¬≠zonte, Bras√≠lia, Recife, Sal¬≠vador e Por¬≠to Ale¬≠gre.

Edição: Kle­ber Sam­paio

PUBLICIDADE