PUBLICIDADE

brasil

Governo descarta conflito na fronteira Brasil-Venezuela

 - REVISTA MAISJR

(Crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil) 

O porta-voz da Presid√™ncia da Rep√ļblica, Ot√°vio do R√™go Barros, informou que o governo brasileiro descarta, neste momento, a possibilidade de um conflito com a Venezuela, e manter√° o planejamento de apoio humanit√°rio, mesmo ap√≥s o governo Maduro ter determinado o bloqueio da fronteira daquele pa√≠s com o Brasil, ontem (21). O presidente venezuelano decretou o fechamento para impedir a ajuda humanit√°ria do Brasil e de outros pa√≠ses vizinhos, pedida pelo presidente interino Juan Guaid√≥.

‚ÄúO intuito do estado brasileiro, por meio das For√ßas Armadas, √© o de acolher os irm√£os venezuelanos por meio de apoio humanit√°rio.¬†O governo n√£o v√™ possibilidade de fric√ß√£o na regi√£o, porque o ponto focal, neste momento, √© a ajuda humanit√°ria‚ÄĚ, declara o porta-voz do presidente.

De acordo com o porta-voz, o governo pretendia entregar ao país vizinho, neste sábado (23), 22,8 toneladas de leite em pó e 500 kits de primeiros-socorros. Caso a fronteira permaneça fechada, os mantimentos serão estocados em Pacaraima e Boa Vista.

Para discutir os reflexos da crise com a Venezuela, o vice-presidente da Rep√ļblica, general Hamilton Mour√£o representar√° o Brasil em reuni√£o do Grupo de Lima agendada para a pr√≥xima segunda-feira (25), em Bogot√°, capital da Col√īmbia. ¬†Ele viaja acompanhado do ministro das Rela√ß√Ķes Exteriores, Ernesto Ara√ļjo, e de integrantes de outras √°reas do governo.