PUBLICIDADE

mundo

EUA liberam voos vindos do Brasil em todos os aeroportos

Des¬≠de o in√≠¬≠cio da sem¬≠ana, voos com pro¬≠ced√™n¬≠cia do Brasil podem pousar em qual¬≠quer um dos 149 aero¬≠por¬≠tos inter¬≠na¬≠cionais dos Esta¬≠dos Unidos. Des¬≠de maio o gov¬≠er¬≠no norte-amer¬≠i¬≠cano havia apli¬≠ca¬≠do restri√ß√Ķes para brasileiros entrarem no pa√≠s.

Antes, o desem¬≠bar¬≠que esta¬≠va restri¬≠to a 15 aero¬≠por¬≠tos, com cen¬≠tros m√©di¬≠cos maiores e pro¬≠ced¬≠i¬≠men¬≠tos mais r√≠gi¬≠dos. Al√©m do Brasil, o relax¬≠am¬≠en¬≠to ser√° apli¬≠ca¬≠do para aeron¬≠aves que sa√≠rem da Chi¬≠na (com a exce√ß√£o de Macau e Hong Kong), Ir√£, Reino UnidoIrlan¬≠da, al√©m dos 26 Esta¬≠dos que com¬≠p√Ķe a Zona de Schen¬≠gen, na Uni√£o Europeia.

O relax¬≠am¬≠en¬≠to, con¬≠tu¬≠do, n√£o √© vali¬≠do para tur¬≠is¬≠tas. Se o pas¬≠sageiro embar¬≠car do Brasil, da Chi¬≠na ou de pa√≠s¬≠es com restri√ß√Ķes e n√£o tiv¬≠er vis¬≠to de res¬≠i¬≠dente ou de tra¬≠bal¬≠ho, green card ou n√£o for cidad√£o amer¬≠i¬≠cano, as restri√ß√Ķes de entra¬≠da con¬≠tin¬≠u¬≠am.

O gov¬≠er¬≠no dos Esta¬≠dos Unidos refor√ßa que os pas¬≠sageiros n√£o pas¬≠sar√£o mais pela r√≠gi¬≠da inspe√ß√£o de sa√ļde, uma vez que est√£o sendo pri¬≠or¬≠izadas cam¬≠pan¬≠has educa¬≠ti¬≠vas e cole¬≠ta de dados para mon¬≠i¬≠tora¬≠men¬≠to.

De for¬≠ma ger¬≠al, a primeira eta¬≠pa de flex¬≠i¬≠bi¬≠liza¬≠√ß√£o ocorre ape¬≠nas na lib¬≠er¬≠a√ß√£o para pouso em todos os aero¬≠por¬≠tos inter¬≠na¬≠cionais dos EUA e em cuida¬≠dos san¬≠it√°rios ‚ÄĒ mas j√° rep¬≠re¬≠sen¬≠ta um avan√ßo na conex√£o entre os pa√≠s¬≠es.

Não à toa, as com­pan­hias aéreas estão mais otimis­tas e preparam a retoma­da. A expec­ta­ti­va é que o vol­ume de tre­chos entre Brasil e Esta­dos Unidos volte ao pata­mar pré-pan­demia já em dezem­bro deste ano.

Exig√™ncias para embarcar (√© preciso ter uma das permiss√Ķes abaixo):

  • Ser cidad√£o norte-amer¬≠i¬≠cano;
  • Ter green card;
  • Ter vis¬≠to de res¬≠i¬≠dente;
  • Ter vis¬≠to de tra¬≠bal¬≠ho;
  • Ter vis¬≠to espe¬≠cial (como o diplom√°ti¬≠co).
PUBLICIDADE