PUBLICIDADE

economia

Empresas afetadas por coronavírus terão ajuda da UE 

A Uni√£o Europeia (UE) flexibilizou um pouco mais suas regras de ajuda estatal para permitir que pa√≠ses europeus, sob condi√ß√Ķes estritas, recapitalizem empresas em dificuldade devido ao coronav√≠rus.

A Lufthansa, principal companhia a√©rea da Europa, j√° est√° negociando uma nacionaliza√ß√£o parcial com o estado alem√£o e 9 bilh√Ķes de euros em ajuda p√ļblica para evitar a fal√™ncia.

Em mar√ßo, a Comiss√£o Europeia anunciou uma primeira s√©rie de medidas para ser mais flex√≠vel em termos de ajuda p√ļblica.

Nesta sexta-feira, a Comiss√£o listou as condi√ß√Ķes para os Estados prestarem ajuda p√ļblica a uma empresa (participa√ß√£o no capital, compra de a√ß√Ķes ou aumento de capital), incluindo a proibi√ß√£o de pagamento de dividendos ou b√īnus aos diretores.

Bruxelas também pede que, após a crise, o Estado se retire do capital dessas empresas. Se, após seis anos, ainda tiver participação, o Estado terá que apresentar um plano de reestruturação à Comissão.

Desde que relaxou seus regulamentos, a Uni√£o Europeia autorizou ajudas estatais por cerca de 1,9 bilh√£o de euros, segundo uma porta-voz da comiss√£o.

clp/bh/pc/ahg/cc Por: AFP

PUBLICIDADE