PUBLICIDADE

economia

Em meio a desemprego recorde, conheça 4 atitudes que atraem os empregadores

O IBGE divulgou dados da Pnad Cont√≠nua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domic√≠lios), referente ao trimestre mar√ßo, abril e maio. A pesquisa apurou que o n√ļmero da popula√ß√£o subutilizada bateu recorde desde a s√©rie hist√≥rica iniciada em 2012 e chegou a 28,5 milh√Ķes de pessoas, alta de 3,9% com rela√ß√£o ao mesmo per√≠odo do ano passado. Para o IBGE, as pessoas subutilizadas correspondem √†s que est√£o desempregadas, que trabalham menos do que poderiam, que n√£o procuraram emprego mas estavam dispon√≠veis para trabalhar ou que procuraram emprego, mas n√£o estavam dispon√≠veis para a vaga.

A diretora da Febracis Campinas, Lilian Carmo, afirma que em um cen√°rio com oferta maior de m√£o-de-obra, a vantagem fica com aqueles candidatos que sabem se diferenciar. “Com um universo de candidatos muito grande, causado pela alta taxa de desemprego, conquistar uma posi√ß√£o √© uma tarefa de intelig√™ncia competitiva. Se destacar vai al√©m de um bom curr√≠culo, de uma apresenta√ß√£o polida e de compet√™ncias t√©cnicas avan√ßadas, √© preciso conhecer qual a percep√ß√£o de valor da empresa e quais s√£o suas expertises que tem sinergia com isso”, esclarece.

Segundo a executiva, em geral, os empregadores têm focado em quatro capacidades durante os processos seletivos:

1.¬†Engajamento: querer muito a oportunidade e mostrar-se dispon√≠vel. √Č neste contexto que o candidato evidencia sua proatividade e comprometimento com a vaga. Por meio do engajamento, a empresa nota aqueles candidatos que possuem sintonia com seus desafios. Neste item n√£o d√° para fingir o que busca e as motiva√ß√Ķes para essa vaga precisam ir al√©m de quest√Ķes financeiras e benef√≠cios. √Č um conjunto de fatores que fazem os olhos brilharem e isso √© not√°vel em um processo seletivo. Foque nos desafios, nos valores corporativos e nas possibilidades de performance neste cargo.

2.¬†Vontade de aprender: demonstrar vontade de aprender exp√Ķe inquietude e curiosidade positivas para quem pleiteia uma oportunidade. Por mais que a experi√™ncia e as qualifica√ß√Ķes t√©cnicas sejam excelentes, cada empresa √© √ļnica e utiliza processos pr√≥prios, logo, se dispor a conhecer essas particularidades √© um atrativo poderoso. Al√©m disso, o mundo corporativo muda o tempo todo, assimila novas tecnologias, novos processos e aceita novas ideias, assumindo um perfil de constante aprendizado e valorizando esta caracter√≠stica na hora de contratar.

3.¬†Flexibilidade: ser flex√≠vel com mudan√ßas e com pessoas √© uma habilidade muito importante em um cen√°rio de transforma√ß√Ķes constantes. √Č uma maneira de evidenciar a consci√™ncia de que o barco pode balan√ßar e que, ao inv√©s de pular, o candidato saber√° amarrar as velas. √Č uma flexibilidade consciente sobre assumir novas responsabilidades, atuar em outras √°reas e de receber uma remunera√ß√£o menor que de profissionais mais seniores ‚Äď especialmente em momentos de crise. Assumir riscos e estar apto para cobrir um colega √© uma excelente demonstra√ß√£o de flexibilidade, por√©m, tudo tem um limite. Explicitar desconforto para uma ou outra tarefa n√£o √© dem√©rito e adiciona coer√™ncia durante a avalia√ß√£o.

4. Compromisso: assumir responsabilidades com a missão e com os valores da empresa é, talvez, a capacidade mais difícil de se demonstrar. Em suma, conhecer a empresa e a sua atuação no mercado é fundamental para analisar brechas que poderiam ser complementadas durante um estudo de caso. Hoje, com alta concorrência e economia bamba, vestir a camisa nunca foi tão importante para demonstrar segurança a quem contrata. Demonstrar que possui indicadores pessoais para se auto avaliar é um ponto de destaque. Abordar a responsabilidade com recursos físicos e humanos também atrai os olhos de quem busca a famosa visão de dono.

Foto: divulgação/Olhar Digital