PUBLICIDADE

esporte

Copa América começa a ganhar forma

A Copa América de 2019, que será no Brasil, começa está em discussão. Nesta semana, dirigentes da Conmebol e da CBF aproveitaram o congresso da Fifa em Manama, no Bahrein, para definir quais seleções serão convidadas a participar do torneio que, desta vez, terá, além dos 10 integrantes da Conmebol, seis convidados.

O plano A é ter duas seleções da Concacaf, duas da Uefa e duas da Ásia. México e EUA, Portugal e Espanha, Japão e China tem a preferência da organização do torneio. Essa composição agrada por motivos comerciais (Ásia), esportivos (Europa) e políticos (América do Norte).

O sonho da organização é conseguir em um mesmo torneio, ter nomes como Cristiano Ronaldo, Neymar, Suárez, Messi, James Rodriguez e Iniesta. As seleções da Austrália e Coréia do Sul, que não estavam entre os alvos a serem escolhidos, já deixaram claro para a Conmebol a vontade de participar desta edição do torneio em 2019. Como ainda não tem nada definido, a entidade não descarta nenhuma conversa.

A Copa América de 2019 será a última disputada em anos ímpares. A partir do ano seguinte, começará a acontecer a cada quatro anos (2024, 2028, 2032), sempre no mesmo período do ano que a Eurocopa.

Foto: oGol

PUBLICIDADE