PUBLICIDADE

mundo

Conheça a mansão onde Dani Alves vai ficar durante a liberdade provisória, em Barcelona

Condenado a quatro anos e meio por estupro de uma jovem em uma boate, em 2022, o jogador brasileiro Dani Alves ganhou na Justiça o direito de aguardar em liberdade provisória o julgamento de todos os recursos e a sentença definitiva, o que segundo a imprensa espanhola, pode demorar anos.

Enquanto isso, longe dos holofotes da mídia, o jogador deve permanecer mais recluso em sua mansão em Esplugues de Llobregat, uma município da região metropolitana de Barcelona famoso pelas casas de luxo e os vizinhos famosos.

O refúgio do jogador em Barcelona foi comprado em 2010, durante sua primeira passagem pelo clube do Barcelona, e custou a bagatela de 5 milhões de euros, ou R$ 27 milhões. Na época, Dani Alves deve ter cruzado algumas vezes nas ruas do bairro com famosos como Shakira e Piquet, que moravam nos arredores.

A mansão tem 655 metros quadrados e conta com piscina, academia, terraço, área de lazer e garagens para vários carros e um jardim onde o jogador costumava para treinar com acompanhamento de um preparador físico. Decorada em estilo modernista, a casa é cheia de tapetes, quadros e móveis com estilo característico.

Daniel Alves teve seus dois passaportes confiscados (brasileiro e espanhol) e não pode deixar o país enquanto cumprir a liberdade provisória. Ele também não pode se aproximar a menos de 1 km da vítima, bem como da casa dela e de seu ambiente de trabalho. E semanalmente, toda sexta-feira, deverá se apresentar ao Tribunal de Barcelona, como vez excepcionalmente nesta quinta-feira, uma vez que amanhã é feriado da sexta-feira santa também na Espanha.

Hoje Dani Alves foi ao Tribunal acompanhado de sua advogada, Inés Guardiola, e não pode evitar ouvir vaias dos pedestres que passavam pela rua em frente ao tribunal. Um deles não se conteve e insultou o jogador: “maldito estuprador”.