PUBLICIDADE

6.0 - ESTILO DE VIDAmúsica

Confirmada a causa da morte de Chester Bennington

O porta-voz da polícia de Los Angeles, Ed Winter, confirmou nesta segunda-feira (24) que a causa da morte do cantor Chester Bennington foi mesmo enforcamento. O oficial confirmou ainda que uma garrafa de álcool pela metade foi encontrada perto do cantor sem sinais de abuso de drogas. Nenhuma carta de suicídio foi deixada. A informação foi divulgada pelo site da revista “NME”.

O cantor do Linkin Park, de 41 anos, foi encontrado morto por volta das 9h da manhã de quinta-feira (20) em sua casa, em Palos Verdes, perto de Los Angeles (Estados Unidos).

À frente do Linkin Park, Chester impulsionou o rock nas paradas de todo o mundo no início dos anos 2000 com sucessos como “In the End” e “Crawling”. Em pouco tempo, a banda se tornou o principal expoente do movimento nu-metal, que misturava o peso do metal com batidas de hip-hop e música industrial.

Nascido em Phoenix, no Arizona, Chester sempre falou abertamente sobre o vício de drogas e álcool, luta que travou desde a adolescência, após ter sido abusado sexualmente por um amigo mais velho. Em entrevistas, ele havia dito ter considerado o suicídio no passado.

Chester era casado e deixa seis filhos de dois casamentos. Ele era amigo próximo do cantor Chris Cornell, vocalista do Soundgarden que cometeu suicídio em maio e que completaria 53 anos nesta quinta-feira.”Não consigo imaginar um mundo sem você”, escreveu Chester, na época, em um texto em homenagem ao amigo. No funeral de Cornell, ele tomou à frente e entoou “Hallelujah”, canção de Leonard Cohen.

 

Banda solta nota oficial sobre Chester Bennington

Também nesta manhã, o Linkin Park soltou o primeiro comunicado oficial sobre o vocalista.

“Querido Chester,

Nossos corações estão partidos. As ondas de sofrimento e negação ainda estão varrendo nossa família quando enfrentamos o que aconteceu.

Você tocou muitas vidas, talvez mais que tenha percebido. Nos últimos dias, temos recebido uma quantidade muito grande de amor e apoio, tanto público quanto privado, de todo o mundo. Talinda (esposa de Chester) e familiares são gratos e querem que o mundo saiba que você foi o melhor marido, filho e pai, e que a família nunca mais será completa sem você.

Falando sobre os anos que passamos juntos, sua empolgação era contagiante. Sua ausência deixa um vazio que nunca poderá ser preenchido – uma voz cheia de vida, divertida, ambiciosa, criativa, boa e generosa fará falta. Estamos tentando nunca esquecer que os demônios que levaram você embora são parte do negócio. No fim das contas, o jeito que você cantava sobre estes demônios é o que fazia as pessoas se apaixonarem por você logo de cara. Sua coragem de expor estes demônios nos unia e nos fazia sentir mais humanos. Seu coração era imenso e você deixava isto transparecer em sua cara.

Nosso amor pela música é imortal. Embora a gente não saiba o que o futuro nos reserva, sabemos que nossa vida se tornou melhor por sua causa. Muito obrigado por tudo que você nos deu. Te amamos, e sentimos muito sua falta.

Até que nos vejamos novamente,
LP”

 

Foto: Reprodução

Fonte: UOL / Terra / Whiplash

PUBLICIDADE