PUBLICIDADE

1.0 - RADAR

Comportas do Canal Santos Dumont ser√£o reabertas a partir de hoje

 

Ap√≥s a interrup√ß√£o do fornecimento de √°gua para Planaltina e Sobradinho, ocasionada pelo fechamento das comportas de irriga√ß√£o do Canal Santos Dumont, a Ag√™ncia Reguladora de √Āguas, Energia e Saneamento B√°sico do Distrito Federal (Adasa) reabrir√° o canal que atende as duas cidades a partir das 6h de hoje. A medida ser√° acompanhada por um acordo realizado entre a Adasa, a Ag√™ncia Nacional de √Āguas (ANA) e os agricultores da regi√£o para que a capta√ß√£o no C√≥rrego Pipiripau seja interrompida at√© as 18h de s√°bado e ocorra apenas durante 12 horas por dia.

A decisão tem como objetivo garantir a captação de 250 l/s realizada pela Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e evitar que novos cortes afetem os moradores da região. Apesar disso, a Caesb informou que há riscos de os níveis dos córregos diminuírem e de que a retirada de água por agricultores permaneça. Para diminuir as chances de redução na quantidade recebida pela companhia, a Adasa fiscalizará toda a área. A população das duas localidades sofre com problemas no abastecimento, além dos cortes programados pelo governo.

Lago Corumb√°

A preocupa√ß√£o com o abastecimento tamb√©m passa pelo Lago Corumb√°, amea√ßado por constru√ß√Ķes irregulares de condom√≠nios. Reuni√£o promovida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov√°veis (Ibama) com representantes das Secretarias do Meio Ambiente de sete cidades goianas debateu solu√ß√Ķes contra a crise h√≠drica em Goi√°s e no Distrito Federal. A capital do pa√≠s passa por racionamento semanal desde janeiro e discute-se a amplia√ß√£o do cronograma, pois os n√≠veis dos principais reservat√≥rios est√£o cr√≠ticos.

O Ibama flagrou obras em setores habitacionais ilegais durante a Opera√ß√£o Pacuera, em 22 de setembro. Segundo o √≥rg√£o, √© proibida qualquer edifica√ß√£o a partir de 100m da cota de √°gua por ser uma √Ārea de Preserva√ß√£o Permanente (APP). Para que n√£o haja mais preju√≠zos ao sistema ecol√≥gico e n√£o prejudique a capta√ß√£o, o instituto solicitou o apoio das prefeituras de Novo Gama, Luzi√Ęnia, Alex√Ęnia, Abadi√Ęnia, Silv√Ęnia, Santo Ant√īnio do Descoberto e Corumb√° de Goi√°s, que ficam √†s margens do Lago Corumb√°. ‚ÄúSozinhos, n√£o conseguiremos parar essas constru√ß√Ķes. Al√©m dos condom√≠nios, h√° loteamentos e clubes de turismo‚ÄĚ, destacou o superintendente do Ibama no Distrito Federal, coronel Jos√© Carlos Casado.

A situa√ß√£o em Alex√Ęnia √© alarmante. A cidade tem 50 condom√≠nios ilegais constru√≠dos nos limites do lago, de pequeno e grande porte. N√£o h√° escrituras, muito menos um documento que comprove a autoriza√ß√£o do Ibama de loteamento na regi√£o. ‚ÄúSolicitamos uma reuni√£o com o Ibama e com a Corumb√° Concess√Ķes (respons√°vel pela usina hidrel√©trica de Corumb√° IV) para fazer parcerias de fiscaliza√ß√£o. O caso de Alex√Ęnia √© muito preocupante. Essas parcerias s√£o necess√°rias para que tenhamos √™xito nessa miss√£o‚ÄĚ, disse o secret√°rio do Meio Ambiente de Alex√Ęnia, Marcelo Guay.

Durante o encontro, discutiu-se a falta de fiscais para controlar as invas√Ķes e as obras ilegais. O bi√≥logo Mayron Paes, fiscal da Secretaria do Meio Ambiente de Santo Ant√īnio do Descoberto, recorreu ao Minist√©rio P√ļblico de Goi√°s para resolver o problema. ‚ÄúExigimos que a Corumb√° (empresa) mande o relat√≥rio ao munic√≠pio toda semana. Com isso, conseguimos fazer flagrantes‚ÄĚ, disse Mayron. Santo Ant√īnio do Descoberto abriga 35 condom√≠nios em 56% de margem do Lago Corumb√°.

O pr√≥ximo encontro est√° previsto para 20 de novembro, na Superintend√™ncia do Ibama, no DF. Entre as recomenda√ß√Ķes feitas pelas secretarias, representantes da Secretaria de Meio Ambiente de Goi√°s (Secima), da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), da Saneamento de Goi√°s (Saneago), da Ag√™ncia Reguladora de √Āguas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) e promotorias dos sete munic√≠pios envolvidos ser√£o convocados.

Cuidados

O Lago Corumb√° tem 173 quil√īmetros quadrados. √Č cinco vezes maior do que o Lago Parano√°, que ocupa 48km¬≤. A capta√ß√£o de √°gua do primeiro reservat√≥rio ocorrer√° por meio da constru√ß√£o do Sistema Produtor Corumb√° IV, em Luzi√Ęnia, iniciada em 2001. Toda a obra, realizada em conjunto com Goi√°s, est√° or√ßada em R$ 540 milh√Ķes, divididos entre DF e o estado vizinho. Com a medida, ser√° poss√≠vel abastecer 1,3 milh√£o de moradores.

A unidade terá capacidade para tratar 5,6 mil litros de água por segundo e está prevista para ser entregue em 2019.  No Distrito Federal, Gama, Santa Maria e Recanto das Emas estão entre as beneficiadas.

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: Correio Braziliense

 

PUBLICIDADE