PUBLICIDADE

6.0 - ESTILO DE VIDAesporte

Campeonato Inglês retorna nesta sexta-feira e promete ser melhor do que nunca

A Barclays Premier League 2018-2019, primeira divisão do futebol inglês, retorna nesta sexta-feira com a promessa de ser melhor do que nunca.

Na √ļltima temporada, o Manchester City, sob a batuta de Pep Guardiola, se sagrou campe√£o em uma hist√≥rica campanha, com diversos recordes quebrados. Agora, as equipes se fortaleceram visando quebrar uma poss√≠vel hegemonia dos Citizens. Equipes como Everton e West Ham gastaram o que podiam para fortalecerem seus elencos, almejando v√īos maiores na competi√ß√£o.

Para o alívio dos amantes do futebol, um dos melhores campeonatos do mundo volta hoje e os jogos podem ser acompanhados nos canais ESPN e, alguns, na RedeTV.

Confira abaixo uma an√°lise de cada uma das equipes que disputar√£o a Barclays Premier League nesta temporada:

Arsenal –¬†Pela primeira vez em 22 anos, n√£o ter√° Arsene Wenger na beira do gramado. O t√©cnico franc√™s deixou a equipe e deu lugar a Unai Emery. O espanhol foi √†s compras e refor√ßou o setor defensivo dos¬†Gunners com o¬†goleiro Leno, o lateral-direito Lichtsteiner, o zagueiro Papastathopoulos e os jovens Lucas Torreira e Matteo Guendouzi. Em compensa√ß√£o, viu Mertesacker se aposentar e jogadores como Santi Cazorla e Wilshere partirem para outras equipes.

Bournemouth –¬†A equipe surpreendeu ao alcan√ßar a 12¬™ coloca√ß√£o na temporada passada e, para se manter na elite, n√£o perdeu nenhum dos onze jogadores considerados titulares. Sem grandes contrata√ß√Ķes, evitar o rebaixamento parece ser a meta da equipe comandanda por Eddie Howe.

Brighton –¬†Depois de fazer uma campanha digna em seu retorno √† elite, na √ļltima temporada, a miss√£o do Brighton segue a mesma: evitar o rebaixamento. Para isso, o t√©cnico Chris Hughton fez quest√£o de manter a base do elenco e refor√ßar o plantel. Destaque para o brasileiro Bernardo, que deixou o Red Bull Leipzig, da Alemanha, e para a jovem promessa iraniana¬†Jahanbakhsh, que deixou o Az Alkmaar, da Holanda, para encarar o desafio de se destacar em um grande centro, como √© a Inglaterra.

Burnley –¬†Na √ļltima temporada, o time do leste ingl√™s alcan√ßou um feito hist√≥rico ao ficar em s√©timo lugar e conquistar uma vaga na Europa League deste ano. O t√©ncio Sean Dyche conseguiu manter quase todo o elenco (perdeu apenas Scott Arfiel para o Rangers) e ainda se refor√ßou com Joe Hart, goleiro que j√° defendeu o Manchester City e o West Ham, e com o zagueiro Ben Gibson e o atacante Matej Vydra. Lutar contra o rebaixamento n√£o deve ser a meta do time, que busca manter o s√©timo lugar.

Cardiff City –¬†Ap√≥s cinco temporadas longe, o time gal√™s retorna √† elite do futebol ingl√™s com a meta de n√£o cair novamente. A pedido do t√©cnico Neil Warnock, contrata√ß√Ķes pontuais foram feitas e a manuten√ß√£o do elenco foi o grande refor√ßo para esta temporada.

Chelsea –¬†O torcedor se irritou com um decepcionante quinto lugar na √ļltima temporada e a diretoria mudou muita coisa. Antonio Conte foi demitido e Maurizio Sarri foi contratado para ser o novo comandante da equipe. Dentro das quatro linhas, os¬†Blues¬†perderam Courtois, mas se refor√ßaram com o jovem Kepa Arrizabalaga para ocupar o espa√ßo embaixo das traves. Para o meio de campo, Jorginho e Kovacic chegaram, vindos de Napoli e Real Madrid, respectivamente.

Crystal Palace –¬†Ap√≥s brigar at√© o final contra o rebaixamento na temporada passada, a equipe sofreu perdas importantes, como Diego Cavalieri, Yohan Cabaye e Ruben Loftus-Cheek. Por√©m, foi ao mercado e se refor√ßou bem. O goleiro Guaita, o volante Kouyate e o meia-atacante Max Meyer, uma das grandes promessas da Alemanha, foram contratados.

Everton –¬†Uma bel√≠ssima surpresa no mercado de transfer√™ncias, os¬†Toffees¬†se mostraram insatisfeitos com o oitavo lugar da temporada passada, trocaram o t√©cnico, que agora √© o portugu√™s Marco Silva, e foram √†s compras para melhorar essa coloca√ß√£o. S√≥ do Barcelona, vieram tr√™s refor√ßos: o lateral-esquerdo Digne, o zagueiro Mina e o meio-campista Andr√© Gomes. Para o setor ofensivo, dois brasileiros que se destacaram recentemente foram contratados. Bernard e Richarlison prometem elevar o patamar ofensivo da equipe.

Fulham –¬†De volta √† elite, o clube foi agressivo no mercado da bola e trouxe nomes como Jean Michael Seri, do Nice, Andre Schurrle, do Borussia Dortmund, Luciano Vietto, do Atl√©tico de Madri, e outros. Al√©m de assegurar a perman√™ncia em definitivo do atacante s√©rvio Aleksandar Mitrovic. O objetivo √© claro: voltar bem √† elite e nem pensar em brigar contra o descenso.

Huddersfield –¬†David Wagner conseguiu assegurar a perman√™ncia na primeira divis√£o e sofreu apenas uma grande perda no elenco que disputou a temporada passada: Tom Ince acertou com o Stoke City. Com contrata√ß√Ķes pontuais, o Huddersfield espera conseguir se manter na elite, mas a tarefa n√£o ser√° das mais f√°ceis.

Leicester City –¬†Os¬†Foxes, campe√Ķes em 2015-2016, jamais conseguiram fazer campanha semelhante √†quela hist√≥rica de dois anos atr√°s, mas sofrem menos dificuldades para se manterem na elite. Neste ano, a equipe perdeu um de seus principais jogadores: Ryad Mahrez foi para o Manchester City. Por outro lado, o t√©cnico Claude Puel teve alguns refor√ßos que podem ser importantes, como Ricardo Pereira, Jonny Evans e Rachid Ghezzal.

Liverpool –¬†Terceiro colocado na Premier League passada e atual vice-campe√£o europeu, o Liverpool investiu pesado na janela de transfer√™ncias para refor√ßar ainda mais o plantel de J√ľrgen Klopp. O brasileiro Alisson Becker se tornou o segundo goleiro mais caro da hist√≥ria ao fechar com os¬†Reds,¬†que tamb√©m fecharam com seu compatriota Fabinho, com o malin√™s Naby Keita e com o su√≠√ßo Xherdan Shaqiri. A meta √© voltar a triunfar e levar o caneco para casa.

Manchester City –¬†Os atuais campe√Ķes mantiveram praticamente todo o elenco (perderam apenas Yaya Tour√©) e ainda se refor√ßaram com o argelino Ryad Mahrez. Por esses e outros motivos, o favoritismo √† manuten√ß√£o do t√≠tulo nesta temporada s√£o enormes. Espera-se que a equipe comandada por Pep Guardiola alcance seu m√°ximo nesta temporada e conquiste n√ļmeros ainda mais expressivos.

Manchester United –¬†O t√©cnico Jos√© Mourinho se mostrou irritado com a postura do clube no mercado de transfer√™ncias. O √ļnico refor√ßo de peso contratado pela equipe foi Fred, do Shakhtar Donetsk. O portugu√™s gostaria de um refor√ßo para assumir a condi√ß√£o de titular na defesa, algo que n√£o aconteceu. Por outro lado, n√£o teve grandes perdas no elenco, mas deve ter dificuldades para voltar a conquistar a Barclays Premier League.

Newcastle –¬†A tradicional equipe ficou satisfeita com o d√©cimo lugar na √ļltima temporada, a primeira depois de passar um ano na segunda divis√£o. Para agora, o principal nome da equipe permanece sendo o t√©cnico Rafael Ben√≠tez e, j√° que o elenco n√£o foi refor√ßado como pretendia o treinador espanhol, o meio de tabela deve ser o grande objetivo da equipe.

Southampton –¬†Os¬†Saints¬†s√£o conhecidos pela for√ßa nas categorias de base e pela lucratividade de suas negocia√ß√Ķes. O Southampton contratou jogadores novos e com potencial de crescimento e lucro em futuras vendas. A equipe do sul ingl√™s passou sufoco para se manter na elite e o objetivo n√£o deve ser muito diferente de permanecer na primeira divis√£o.

Tottenham –¬†Nas √ļltimas tr√™s temporadas, os¬†Spurs¬†tiveram um √≥timo desempenho e se tornaram um dos times mais fortes do futebol ingl√™s. Com a constru√ß√£o de seu novo est√°dio custando muito dinheiro, a equipe optou por n√£o contratar e investir na renova√ß√£o de contrato de alguns de seus astros. Por outro lado, as sa√≠das que aconteceram foram apenas de jogadores das categorias de base.

Watford –¬†Os comandados de Javi Garc√≠a sofreram o desfalque de um importante jogador do elenco quando Richarlison foi negociado com o Everton e n√£o se refor√ßaram muito. O maior refor√ßo talvez tenha sido a contrata√ß√£o em definitivo do atacante Deulofeu, antes emprestado pelo Barcelona.

West Ham –¬†Assim como o Everton, investiu pesado para al√ßar v√īos maiores no cen√°rio nacional e, at√© mesmo no cen√°rio europeu. Manuel Pellegrini, ex-Real Madrid e Manchester City, √© o novo t√©cnico da equipe e ter√° os refor√ßos importantes de jogadores cobi√ßados no mercado europeu, como Fabianski, Diop, Balbuena, Wilshere, Yarmolenko e Felipe Anderson. O √ļnico grande desfalque da equipe foi o de Cheikhou Kouyate, que fehcou com o Crystal Palace.

Wolverhampton –¬†Outra equipe que subiu este ano e foi ao mercado para n√£o voltar para a segunda divis√£o. Os¬†Wolves¬†contrataram nomes importantes como o goleiro Rui Patr√≠cio e o meio-campista Jo√£o Moutinho, da sele√ß√£o portuguesa, e o atacante mexicano Raul Jim√©nez. O Wolverhampton, atual campe√£o da segunda divis√£o, tem tudo para se manter na elite por, pelo menos, alguns anos.

 

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE