PUBLICIDADE

economia

Brasileiros acreditam que inflação ficará em 4,7% em 12 meses

Os con­sum­i­dores brasileiros acred­i­tam que a taxa de inflação ficará acu­mu­la­da em 4,7% nos próx­i­mos 12 meses. A taxa da expec­ta­ti­va medi­ana de inflação dos con­sum­i­dores brasileiros é 0,4 pon­to per­centu­al supe­ri­or à reg­istra­da em agos­to, encer­ran­do a tendên­cia de que­da ini­ci­a­da em maio deste ano.

A pesquisa é fei­ta com base na opinião de con­sum­i­dores que respon­dem à seguinte per­gun­ta: Na sua opinião, de quan­to será a inflação brasileira nos próx­i­mos 12 meses?

“Após atin­gir o menor val­or da série no mês ante­ri­or, a expec­ta­ti­va de inflação medi­ana dos con­sum­i­dores voltou a subir em setem­bro em todas as faixas de ren­da. Ape­sar da esta­bil­i­dade dos preços de alguns bens e serviços, o aumen­to per­sis­tente dos itens de ali­men­tação no domicílio pode estar influ­en­cian­do as expec­ta­ti­vas prin­ci­pal­mente nos con­sum­i­dores de ren­da mais baixa.

Para os pr√≥x¬≠i¬≠mos meses, √© pos¬≠s√≠v¬≠el que a medi¬≠ana se dis¬≠tan¬≠cie cada vez mais do m√≠n¬≠i¬≠mo, con¬≠sideran¬≠do as con¬≠stantes revis√Ķes nas pro¬≠je√ß√Ķes de mer¬≠ca¬≠do e a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade dos pre√ßos dos ali¬≠men¬≠tos seguirem pres¬≠sion¬≠a¬≠dos‚ÄĚ, afir¬≠ma a econ¬≠o¬≠mista da FGV Rena¬≠ta de Mel¬≠lo Fran¬≠co.

Edição: Valéria Aguiar/AB

PUBLICIDADE