PUBLICIDADE

brasil

Brasil não tem vacina suficiente para a 1ª fase da imunização contra a Covid-19

De acordo com um levantamento realizado pelo portal de notícias Uol, mesmo com a aprovação da Anvisa para o uso emergencial e a distribuição da CoronaVac em todo o país, o Brasil ainda está longe do número de vacinas necessárias para realizar a primeira fase da imunização contra a Covid-19.

Até o momento, há apenas 10,8 milhões de doses da vacina em território nacional, mas o país conta com cerca de 14,8 milhões de pessoas no grupo prioritário, sendo que a imunização só é alcançada após a aplicação de duas doses da vacina. Ou seja, são necessárias 29,6 milhões de doses na primeira fase.

Esse número de 10,8 milhões de vacinas disponíveis no Brasil corresponde às 6 milhões de doses distribuídas entre os estados mais os 4,8 milhões produzidos que aguardam aprovação para uso emergencial por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Segundo a reportagem, essa quantidade é capaz de imunizar apenas 5,4 milhões de brasileiros, que equivalem a cerca de 2,5% da população do país.

Nesta quarta-feira (20), o Instituto Butantan disse que parou a produção de novas doses da CoronaVac desde o último domingo (17), por conta da falta de insumos da China.

O presidente do Butantan, Dimas Covas, disse que está prevista a chegada de 5.400 litros no fim do mês e mais 5.600 litros até o dia 10 de fevereiro. “Essa matéria-prima está pronta e aguardando trâmite burocrático”, afirmou.

*Com informações da IstoÉ

PUBLICIDADE