PUBLICIDADE

brasil

Bolsonaro recebe bancada da Frente Parlamentar Evangélica

No dia seguinte ao da aprova√ß√£o da reforma da Previd√™ncia em primeiro turno na C√Ęmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro recebeu hoje (11) a bancada da Frente Parlamentar Evang√©lica no Congresso Nacional, no Pal√°cio do Planalto, e agradeceu o apoio pelo avan√ßo da mat√©ria.

Ontem (10) à noite, o plenário aprovou o texto-base da reforma da Previdência por 379 votos a favor e 131 contra. Hoje, os deputados retomam os trabalho para votar os destaques, que são mudanças pontuais, e emendas aglutinativas. A expectativa é que a conclusão da votação em segundo turno aconteça na sexta-feira (12) à noite ou no sábado (13) de manhã.

Durante o caf√© da manh√£, Bolsonaro se disp√īs a receber as ideias dos parlamentares, de projetos para a popula√ß√£o, que podem ser colocados em pr√°tica via dispositivos mais √°geis, como decreto presidencial. ‚ÄúOs senhores tem ideias maravilhosas que, via decreto, se podem resolver, ou projeto de lei, inclus√£o por ocasi√£o de relat√≥rio de Medida Provis√≥ria. Essas pequenas medidas tem alcance enorme no Brasil e traz a popula√ß√£o para o nosso lado‚ÄĚ, disse.

O presidente citou a√ß√Ķes para desburocratizar processos, melhorar a vida da popula√ß√£o e para impulsionar a economia dos estados, como as mudan√ßas nas regras para obter a¬†Carteira Nacional de Habilita√ß√£o, o fim dos radares eletr√īnicos em rodovias federais e a libera√ß√£o de √°reas de preserva√ß√£o ambiental para o turismo.

Bolsonaro j√° deu declara√ß√£o dizendo que quer revogar o decreto que criou a¬†Esta√ß√£o Ecol√≥gica de Tamoios, onde fica a ba√≠a de Angra dos Reis. O objetivo do presidente √© transformar a regi√£o em uma nova Canc√ļn, uma refer√™ncia ao balne√°rio mexicano conhecido pela beleza das praias e os grandes hot√©is de luxo.

‚ÄúMas o decreto que demarcou a esta√ß√£o ecol√≥gica s√≥ pode ser derrubado por uma lei. Estamos conversando com v√°rios governadores no sentido de nos unirmos e desmarcarmos muita coisa por decreto no passado para poder fazer com que o Estado possa prosseguir‚ÄĚ, explicou o presidente Bolsonaro aos parlamentares.

Crédito: Agência Brasil
Foto: Ant√īnio Cruz/Ag√™ncia Brasil